Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconAtualidade
line break icon

Americanos e turcos saem em ajuda dos curdos em cidade síria

<p>O chanceler turco, Mevlut Cavusoglu</p>

AFP - publicado em 21/10/14

A pressão internacional se acentuou sobre os jihadistas do Estado Islâmico em Kobane, com a primeira entrega de armas aos curdos e a promessa da Turquia de facilitar a passagem de combatentes curdos iraquianos para defender a cidade síria.

Essa intensificação da ajuda ocorre no momento em que os combatentes curdos têm conseguido conter o avanço dos jihadistas, graças principalmente aos ataques aéreos da coalizão internacional.

Após um dia de relativa calma, os disparos de morteiro foram retomados na noite desta segunda-feira contra o centro de Kobane, enquanto dois ataques suicidas com carros-bomba sacudiram o norte da cidade, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Pela primeira vez desde o início da ofensiva do EI, três aviões cargueiros C-130 americanos despejaram armas, munições e material médico em posições das Unidades de Proteção do Povo (YPG), que ainda mantêm o controle de 50% de Kobane.

Essas armas, fornecidas pelas autoridades curdas do Iraque, serão "de grande ajuda", comemorou o porta-voz das YPG, Redur Xelil.

Segundo Mahmoud Kalo, uma autoridade política de Kobane, cerca de 21 carregamentos foram despejados na cidade, o que "permite continuar a luta".

O secretário de Estado americano, John Kerry, afirmou que seria "irresponsável" para os Estados Unidos e "moralmente muito difícil virar as costas para uma comunidade que luta" contra o EI.

Em outra medida favorável aos curdos, a Turquia anunciou que autorizaria a passagem das forças peshmergas (combatentes curdos iraquianos) pela fronteira em direção a Kobane.

‘Jogo duplo’ turco

"Nós temos jovens curdos originários do Curdistão Ocidental (Síria, ndr) que treinamos no Curdistão (iraquiano). Vamos enviá-los para combater", declarou à AFP Halgord Hekmet, porta-voz dos peshmergas.

Apesar da pressão dos Estados Unidos, o governo conservador islâmico de Ancara se recusa a intervir militarmente para ajudar os combatentes curdos sírios.

No domingo, o presidente Recep Tayyip Erdogan rejeitou categoricamente os apelos para que Ancara forneça diretamente armas às YPG, braço armado do partido PYD acusado pelos curdos de ser o correspondente sírio do PKK, que enfrenta as forças turcas desde 1984 em combates e atentados que deixaram 40.000 mortos.

"A Turquia faz um jogo duplo (…) Ao permitir a entrada dos ‘peshmergas’ iraquianos em Kobane, os turcos podem continuar a dizer que eles não ajudam o PKK (…) e dão uma resposta aos seus aliados que os acusam de não fazer nada" contra o EI, comentou à AFP o analista Sinan Ülgen, do Centro de Estudos Políticos e Econômicos (Edam) de Istambul.

Os aviões da coalizão intensificaram nos últimos dias os ataques no interior e nas imediações de Kobane, atingindo posições do EI cerca de 140 vezes desde o final de setembro, de acordo com o Comando Militar americano encarregado da região (Centcom).

Esses ataques "mataram centenas de combatentes (do EI) e destruíram ou danificaram" equipamentos e instalações do EI, informou o Centcom, ressaltando que a situação continua "frágil".

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia