Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconEstilo de vida
line break icon

Você sabe reconhecer seus erros como pai ou mãe?

Jim Simonson / Flickr CC

Aleteia Vaticano - publicado em 24/10/14

Confira as melhores dicas para avaliar com objetividade seu papel de pai ou mãe de família

Apresentamos, a seguir, algumas dicas para adquirir maturidade como esposo(a) e pai/mãe de família e educar seus filhos com maior eficácia, para poder realizar o plano de Deus para cada membro da família:

É essencial ser objetivos. Podemos dizer que a objetividade é a capacidade que o indivíduo tem de reconhecer suas qualidades e defeitos, os acertos e erros do seu comportamento, para que, com base neste conhecimento, seja uma pessoa melhor.

Como podemos ser objetivos como esposos(as)?

– Ao reconhecer com toda sinceridade e humildade que somos vulneráveis, que não somos o esposo ou a esposa perfeitos e que temos defeitos que às vezes obstaculizam a harmonia ou a estabilidade do casamento.

– Mas também é preciso reconhecer que possuímos virtudes que enriquecerão o casamento e que, se sabemos cultivá-las com amor e dedicação, darão muito fruto.

– Reconhecer nossas limitações: egoísmo, ambição, orgulho, fraqueza, prepotência, insegurança, características que impedem uma boa convivência no casamento quando não são trabalhadas em comum, para o bem dos esposos e da família. É preciso vê-las como oportunidades de crescimento e amor, para ajudar o outro a dar o melhor de si.

– Identificar as virtudes e defeitos do cônjuge, valorizando suas virtudes e ajudando-o para que elas cresçam e se multipliquem. Com os defeitos, também é preciso aceitá-los como parte do outro e ajudar o cônjuge a superá-los, melhorá-los ou pelo menos que não predominem, mas sejam superados pelas virtudes.

– Ter a simplicidade e humildade necessárias para aceitar conselhos e opiniões de outras pessoas: amigos, parentes, conselheiros profissionais, que nos ajudem a ver os caminhos que podem nos levar a ser melhores como casal e como pessoas.

– Pedir ao Espírito Santo, na oração pessoal, que nos ilumine, que nos faça ver com clareza aquelas áreas de oportunidade nas quais podemos melhorar para chegar a viver um casamento como Deus pensou para nós.

Como podemos ser objetivos como pais de família?

– Aceitar nossos filhos como eles são, ainda que não sejam exatamente como gostaríamos. Reconhecer que possivelmente não têm o temperamento ou o físico que esperávamos, mas que são nossos filhos, os que Deus nos mandou para educar e formar.

– Identificar suas virtudes para ajudá-los a dar o melhor de si, com base no que podem e querem, não tato no que nós desejamos e pretendemos.

– Oferecer-lhes o apoio e o amor de que precisam, nem mais nem menos. Evitar a superproteção que limita e o abandono que anula.

– Ser um apoio, mas sem estorvar ou impor; ser guia, para indicar o caminho com clareza e precisão; ser estímulo, para motivar e animar.

– Ajudar os filhos a forjar um caráter forte, sólido, que lhes permita ser o que devem ser e o que Deus quer para eles.

– Ser para eles um exemplo de vida, um modelo que impacte pelo seu valor intrínseco, real, não pela aparência nem pelo passageiro, mas pela essência e pelo valor que transcende.

– Podemos ser objetivos como pais de família, quando reconhecemos que nossos filhos não são nossos, mas de Deus, e nós somos simples colaboradores dEle para a formação dessas almas que Ele nos confiou para um dia levarmos ao céu.

Na medida em que aceitemos esses filhos, com suas virtudes, valores, defeitos e circunstâncias, e vejamos em cada um deles a possibilidade de transformá-los no que Deus quer, com nosso amor, apoio, incondicionalidade e serviço como pais e casal cristão, estaremos contribuindo em uma tarefa única e com sentido eterno.

(Artigo publicado originalmente por Desde la Fe)

Tags:
FamíliaFilhosPaternidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia