Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 01 Março |
São Félix III (II)
home iconAtualidade
line break icon

Por que o Papa não vende a arte do Vaticano para ajudar os pobres?

© Public Domain

Ary Waldir Ramos Díaz - publicado em 27/10/14

O diretor dos museus vaticanos responde à polêmica de uma suposta locação da Capela Sistina a uma empresa de carros de luxo

A Capela Sistina, um dos tesouros do Vaticano, lugar onde se realizam os conclaves e a cerimônia solene da festa do Batismo de Jesus, é também uma fonte para arrecadar “recursos em nome da beleza” para a caridade do PapaFrancisco.

Esta é a resposta do Vaticano às polêmicas pela realização, no último dia 18 de outubro, de um concerto patrocinado pela Porsche, ao qual assistiram 40 privilegiados turistas que pagaram para escutar o coral da Academia de Santa Cecília, dirigido pelo maestro Ciro Visco, em uma série de concertos para interpretar a Petite Messe Solennelle de Gioacchino Rossini.

O valor arrecadado não foi divulgado, mas, segundo o site da empresa alemã de carros de luxo, cada pessoa pagou 5 mil euros, que incluíam a viagem por Roma (5 dias), jantar de gala e concerto no Vaticano.

A novidade do projeto

O Vaticano explicou que o lucro foi entregue às obras de caridade do PapaFrancisco. O diretos dos museus vaticanos, Antonio Paolucci, confirmou que a novidade do projeto é arrecadar recursos em nome da beleza para a caridade do Papa. “A intuição que tivemos é simples: a arte também é caridade, é amor”, disse.

Resposta às polêmicas

“Li esses dias que nós supostamente teríamos decidido alugar a Sistina a quem tivesse dinheiro para gastar – explicou o diretor Paolucci. Nada disso é verdade, já que a Sistina é um lugar sagrado: ela não pode ser alugada para festas privadas.”

Outra coisa são as visitas privadas aos museus, dos quais a Sistina faz parte, e os atos culturais. “Os museus do Vaticano há muito tempo recebem grupos em suas galerias em horários noturnos, a portas fechadas”, recordou o diretor.

Por que o Papa não vende as obras de arte do Vaticano?

A arte é caridade, pois “recorda ao homem o sentido da sua existência, sem pedir nada em troca, só um olhar e um coração aberto”. Paolucci costuma responder aos que perguntam por que o PapaFrancisco não vende suas obras de arte e os seus museus: “Porque o homem se empobreceria, e porque é possível fazer muitas coisas unindo a arte com a generosidade privada”.

Em uma entrevista exclusiva com a Aleteia, Paolucci afirmou que, “se o Papa vendesse as obras dos museus vaticanos, os pobres seriam mais pobres do que são hoje em dia. A Igreja recolheu estas obras através dos séculos justamente para a humanidade. É um ativo intangível, que não se consome, e é para os homens e mulheres de hoje, e para aqueles que ainda nascerão”.

Campanhas contra o Vaticano

Neste sentido, as campanhas contra o Vaticano não são novas. O hoje presidente emérito do organismo da Santa Sé responsável pela orientação e coordenação entre as organizações e atividades de caridade promovidas pela Igreja Católica explicou, em um encontro com jornalistas em março de 2009, que “a Igreja não pode fazer o que que quer com as obras de arte que estão no Vaticano”.

Na verdade, esclarece, a Igreja “tem a tarefa de conservar as obras de arte em nome do Estado italiano; não pode vendê-las. (…) Em todos os países, há muitas medidas para a defesa das obras de arte, porque o Estado deve mantê-las”, esclareceu, recordando que os bens da Santa Sé também fazem parte da história cultural da Itália.

Tags:
ArteIgrejaPapa FranciscoVaticano
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
3
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
4
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
5
MEXICO
Pablo Cesio
México: homem chega à própria missa de corpo presente
6
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
7
PRAY YOUNG
Arquidiocese de São Paulo
Rezar o terço sem contemplar os mistérios é válido?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia