Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 04 Agosto |
São João Maria Vianney
home iconReligião
line break icon

Quem foi a mulher de Caim?

© Public Domain

Toscana Oggi - publicado em 13/11/14

Se Adão e Eva eram o único casal humano, de onde saiu essa mulher?

Pergunta do leitor

Lendo o Antigo Testamento, surgem-me várias dúvidas. A Bíblia diz, por exemplo, que Caim, depois de matar Abel, casou-se e gerou Enoc. Mas, se Adão e Eva eram os únicos seres humanos existentes, e naquele momento tinham somente Abel e Caim como filhos, como este último fez para se casar? E como é possível que Adão tenha vivido 930 anos e, depois de Caim e Abel, tenha ainda gerado outros filhos e filhas? Os anos não eram calculados como hoje, com 365 dias?

Resposta
(Irmã Giovanna Cheli, professora de Sagrada Escritura na Faculdade Teológica da Itália Central)

As perguntas propostas são muitas, mas têm um elemento em comum: como explicar algumas contradições que se encontram na Bíblia, em particular, segundo o interesse mostrado, no Antigo Testamento? Dividirei a resposta em duas partes. Primeiro, explicarei por que existem estas contradições, e depois tentarei responder às perguntas concretas da leitora. Certamente, a resposta simplifica ao máximo questões mais complicadas e profundas do que é possível expressar em poucas palavras.

A constituição dogmática “Dei Verbum” (DV), documento do Concílio Vaticano II sobre a Palavra de Deus, escreve no número 12: “Deus na Sagrada Escritura falou por meio dos homens e à maneira humana”. Este princípio diz algo indispensável para a compreensão de toda página da Bíblia. A Palavra de Deus na Bíblia nos chega sempre através de alguém e sempre com linguagem humana, e isso é um sinal da grande condescendência de Deus para conosco.

O Concílio também diz: “As palavras de Deus com efeito, expressas por línguas humanas, tornaram-se intimamente semelhantes à linguagem humana, como outrora o Verbo do eterno Pai se assemelhou aos homens tomando a carne da fraqueza humana” (DV 13).

Portanto, a Bíblia, como palavra humana, contém contradições, mas, como Palavra de Deus, apresenta toda a verdade salvífica revelada no Verbo feito carne: ninguém viu Deus; é o Filho unigênito quem o revelou a nós (cf. João 1, 18).

Estas poucas coisas que citei já são suficientes para explicar que as contradições lógicas presentes no texto sagrado não invalidam a perspectiva salvífica que os dois autores, Deus e o homem, nos dão: o primeiro como artífice da salvação e fonte da inspiração, o segundo como destinatário da revelação e instrumento inspirado, que emprega suas faculdades naturais para contar-nos a salvação.

O princípio da Encarnação é o parâmetro correto para compreender em que sentido a Bíblia é Palavra de Deus: o Verbo que se faz carne, na historicidade da sua existência, assume uma cultura, uma língua; assim também a Palavra de Deus, expressando-se em palavras humanas, assume também uma cultura e uma língua. Por isso, como diz São Máximo o Confessor, “se você não conhecer as palavras, dificilmente chegará à Palavra”.

Portanto, a interpretação da Sagrada Escritura é indispensável para evitar a tentação do literalismo e do fundamentalismo, que induz a confundir a Palavra com as palavras com as quais foram escritos os textos sagrados. A tarefa da interpretação é, portanto, a de superar o limite das palavras para captar a mensagem salvífica contida nele.

Uma vez esclarecidos estes princípios essenciais, posso responder à primeira pergunta: as contradições na Bíblia têm a ver com os limites culturais e da linguagem, de um gênero literário e o outro, nos que se encarna a Palavra de Deus para fazer a mensagem salvadora de Deus chegar a nós. As dificuldades se superam pensando que se deve olhar para a Escritura colocando a devida atenção às maneiras de entender, de expressar-se e de narrar da época do hagiógrafo (cf. DV 12).

  • 1
  • 2
Tags:
BíbliaDeus
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
5
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia