Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Julho |
home iconAtualidade
line break icon

Ser padre é estar ao lado de quem perdeu tudo

© 2014 Peter Bouckaert / Human Rights Watch

http://www.hrw.org/news/2014/09/16/father-bernard-kinvi-central-african-republic

Corrado Paolucci - publicado em 18/11/14

Padre Bernard Kinvi arriscou a vida para salvar milhares de muçulmanos perseguidos

Padre Kinvi agiu de acordo a corresponder à sua vocação: “quando me tornei sacerdote, prometi servir os doentes, mesmo à custa de colocar minha vida em risco. Eu disse, mas não sabia realmente o que isso significaria. Quando, porém, chegou a guerra, entendi bem o que queria dizer arriscar a vida. Ser padre não é somente dar a bênção. É muito mais: significa estar ao lado daqueles que perderam tudo”.

Uma história contagiante

A história do padre Bernard Kinvi, contada no jornal inglês The Guardian (13 de novembro), é literalmente contagiante, a partir do seu gesto misericordioso: o padre católico arriscou a vida para salvar centenas de muçulmanos que vivem na África Central, “onde, até poucos meses atrás, os rebeldes islâmicos Seleka, muitas vezes apoiados pela população muçulmana local, caçavam os cristãos. Logo em seguida, foram eles que passaram a ser caçados pelos anti-balaka, uma milícia local animista” (Tempi, 18 de novembro).

A força da misericórdia

Padre Kinvi, 31 anos, chegou a proteger até 1.500 muçulmanos (aqueles que antes o perseguiram), nunca dividindo sua população segundo o esquema perseguidores/perseguidos. Mês após mês, o missionário da ordem de São Camillo de Lellis conseguiu transferir todos os muçulmanos que precisavam de ajuda para Camarões, onde estariam seguros. Fez isso com a ajuda dos próprios anti-balaka, de uma certa forma “contagiados” pelo seu comportamento de amor e dedicação ao próximo. “Passei semanas cuidado pelos anti-balaka. Um dia precisava retirar os refugiados. Um grupo de pessoas me ajudou a fazê-los subir no caminhão. Muitos tinham o talismã no pescoço. Eram milícias, mas naquele dia me ajudaram”, declarou o sacerdote. Até mesmo os cristãos locais foram contagiados pelo comportamento do Padre Kinvi: “No início os anti-balaka matavam todos os muçulmanos, um a um. Depois o povo começou a protegê-los até que eles pararam de matá-los. Levaram até mim muitos muçulmanos para que eu os defendesse, e muitos cristãos os esconderam em suas casas, arriscando a vida".

Prêmio Human Rights Watch

Os esforços do sacerdote camiliano foram reconhecidos este ano pelo Human Rights Watch, que lhe atribuiu o prêmio Alison Des Forges. O reconhecimento é dado a pessoas “de valor que arriscam suas vidas para libertar o mundo de abusos, discriminação e opressão”. Porém, o padre Kinvi não fez tudo isso buscando reconhecimento ou prêmio, mas apenas pela fidelidade total a sua vocação.

Tags:
CristãosMuçulmanosPadresPerseguiçãoVidaVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
3
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia