Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 15 Janeiro |
Santo Arnoldo Janssen
home iconAtualidade
line break icon

Papa e o presidente turco falam de diálogo interreligioso e islamofobia

<p>Papa Francisco ouve o presidente turco Recep Tayyip Erdogan durante coletiva de imprensa conjunta no palácio de Ancara</p>

Agências de Notícias - publicado em 29/11/14

O pontífice deve aproveitar sua passagem por Istambul para encontrar refugiados sírios e iraquianos

O presidente conservador turco Recep Tayyip Erdogan recebeu nesta sexta-feira o Papa Francisco e falou com ele sobre sua preocupação em relação à rápida progressão da islamofobia, pedindo que cristãos e muçulmanos lutem juntos para frear este preconceito.

O Papa, por sua vez, defendeu o diálogo interreligioso como algo útil contra o fundamentalismo e o terrorismo e afirmou que muçulmanos, judeus e cristãos devem ter os mesmos direitos.

"Os preconceitos se desenvolvem entre o mundo muçulmano e o cristão. A islamofobia cresce séria e rapidamente. Temos de atuar juntos contra as ameaças que pesam sobre nosso planeta: a intolerância, o racismo e as discriminações", declarou Erdogan depois de se reunir com o Papa em Ancara.

"O diálogo interreligioso e intercultural podem dar uma importante contribuição para que tenham um fim todas as formas de fundamentalismo e terrorismo", afirmou o Papa, por sua vez.

"A Tuquia tem a vocação de ser uma ponte natural entre dois continentes e expressões culturais diferentes", considerou ainda o Papa argentino, de 77 anos.

No poder desde 2003, o presidente Erdogan, que recebeu o Papa em seu novo e luxuoso palácio, tentou se aproximar de seu convidado, garantindo que "olhamos o mundo com os mesmos valores. Nossas visões são idênticas sobre a violência".

Desde que assumiu o governo, Erdogan se apresenta como grande defensor das religiões, mas é regularmente acusado de querer "islamizar" a República laica turca.

Direitos iguais

O Papa Francisco, por sua vez, não ocultou as críticas e afirmou que muçulmanos, judeus e cristão devem ter os mesmos direitos e respeitar os mesmos deveres. "A liberdade religiosa e a liberdade de expressão, eficazmente garantidas a todos (…) devem ser um sinal eloquente de paz" para a região, ressaltou.

Como já havia feito no avião que o levou a Ancara, o Papa elogiou os "esforços generosos" da Turquia para acolher os refugiados da Síria e do Iraque.

Neste sentido, declarou que o mundo tem a obrigação moral de ajudar a Turquia com os refugiados.

Após um encontro com o principal religioso turco, Mehmet Gormez, Francisco lamentou os abusos desumanos dos grupos extremistas como o Estado Islâmico na Síria e no Iraque. "A violência que procura uma justificativa religiosa merece a mais forte condenação", insistiu.

Segundo a agência especializada I.Media, o pontífice deve aproveitar sua passagem por Istambul para encontrar refugiados sírios e iraquianos. Um gesto muito esperado desde que expressou seu apoio no Curdistão iraquiano os cristãos, ortodoxos e católicos que fogem dos jihadistas.

O Papa iniciou nesta sexta-feira uma viagem de três dias a Turquia para defender o diálogo entre as religiões e a paz no Oriente Médio, em um país que abriga dois milhões de refugiados, incluindo muitos cristãos do Iraque e da Síria.

O motivo oficial da visita de Francisco é um encontro com Bartolomeu I, o patriarca ortodoxo ecumênico de Constantinopla, com o qual mantém laços de amizade, apesar de ser uma igreja separada de Roma desde o século XI.

Francisco, que tem grande popularidade entre católicos, judeus e muçulmanos, pretende mostrar com fatos que o diálogo é possível entre as religiões e que é possível trabalhar juntos pela paz.

A viagem pode ser considerada delicada, já que a Turquia, com 76 milhões de habitantes, tem 99% da população muçulmana e passa por um momento de tensão pelos conflitos no Iraque e na Síria, o que motivou confrontos internos entre curdos e turcos.

A visita estará marcada por grandes medidas de segurança e não foram programados passeios de papamóvel.

O pontífice também visitará o mausoléu de Kemal Ataturk, fundador em 1923 e primeiro presidente da moderna República da Turquia, após a queda do Império otomano ao fim da Primeira Guerra Mundial.

Neste sábado, viaja a Istambul, onde percorre o Museu de Santa Sofia e a Mesquita Azul.

Depois celebra uma missa na catedral católica do Espírito Santo e participa de uma oração com o patriarca ortodoxo de Constantinopla.

No domingo, Francisco participará da festa de Santo André na Igreja Patriarcal de São Jorge que terminará com a bênção ecumênica e a assinatura de uma declaração conjunta com o patriarca.

Na ocasião provavelmente lembrará a histórica visita de Paulo VI à Turquia em 1967, a primeira de um Papa a este país.

(AFP)

Tags:
Papa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia