Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 02 Agosto |
Santo Eusébio de Vercelli
home iconAtualidade
line break icon

Um alerta sobre o fim dos tempos: será que foi disso que o papa Francisco falou no Parlamento Europeu?

© European Union 2014 - European Parliament CC

https://www.flickr.com/photos/photosmartinschulz/15875462075

Pe. Dwight Longenecker - publicado em 04/12/14

Os discursos recentes do papa parecem alertar para um tema que vem se destacando em seu pontificado

Em seu já clássico texto “Cristo e Cultura”, o teólogo protestante H. Richard Niebuhr descreve vários tipos de relação entre a igreja cristã e a cultura circundante. Ele explica que alguns cristãos veem a si mesmos em constante conflito com o mundo, enquanto outros veem a história como a interação do Espírito de Deus com a natureza e com a trajetória humana. Uma terceira visão é sintetizadora: ela vê a história humana como uma preparação positiva para a vinda do Reino de Deus. Niebuhr chama de "conversionistas" aqueles que veem a história como o fluxo dos grandes feitos de Deus e da reação da humanidade a eles. A conversão do mundo acontece através dos conflitos da história.

Todos esses pontos de vista têm os seus méritos, mas o último entendimento é o mais plenamente católico. Os católicos enxergam o propósito de Deus para o mundo se realizando no âmbito da relação muitas vezes conturbada e difícil com os poderes mundanos. Ao longo da história, vimos os papas se envolverem com os poderes do mundo sem medo, como nos casos de Leão Magno ao desafiar o huno Átila, de Pio XII ao resistir aos nazistas, de João Paulo II ao enfrentar as forças comunistas. Pelos séculos afora, os grandes papas têm mostrado que a Igreja não se furta a desafiar as potências deste mundo.

Os recentes discursos do papa Francisco diante do Parlamento Europeu e do Conselho da Europa voltam a demonstrar essa tradição da Igreja. O papa não fugiu à interação com as potências mundiais nem se resignou a desempenhar um papel simplesmente passivo. Ele não fica sentado à espera da vinda do Senhor, nem considera os poderes do mundo apenas como uma espécie de mal necessário a ser suportado. Em vez disso, a exemplo de seus predecessores João Paulo II e Bento XVI, o papa Francisco encarou o conflito de frente.

O que emerge das palavras do papa em Estrasburgo é uma repreensão surpreendente às autoridades europeias. Francisco desafiou a sua opulência, complacência e torpor. Ao declarar com todas as letras que a Europa de hoje se mostra "idosa e abatida", ele está perguntando ao velho continente: "Onde é que está o seu vigor? Onde é que está aquele idealismo que inspirou e enobreceu a sua história?".

Francisco criticou os europeus por desperdiçarem alimentos num mundo em que existem tantas crianças morrendo de fome, por não lidarem com a crise da imigração, por deixarem de proteger o meio ambiente e por ignorarem o mais básico dos direitos humanos, que é o direito à vida. Mais uma vez, ele denunciou a "cultura do descarte", lembrando aos legisladores das necessidades dos "doentes terminais, dos idosos que são abandonados sem cuidados e das crianças que são mortas no útero da mãe".

Acima de tudo, o papa Francisco relacionou os europeus com o mal-estar espiritual subjacente no mundo desenvolvido. Observando a atitude cínica e cansada dos europeus, ele disse que há um "grande vazio de ideais" no Ocidente. O esquecimento essencial de Deus levará a uma ideologia da uniformidade em que a singularidade humana e os pontos fortes individuais serão engolidos por um império secular, burocrático e sinistro, que se expande cada vez mais.

Curiosamente, um dos livros favoritos do papa Francisco é “O Senhor do Mundo”, de Robert Hugh Benson. Este romance distópico se passa num futuro dominado exatamente pelo tipo de ideologia burocrática uniformizante que o papa denunciou em seus discursos no Parlamento Europeu e no Conselho da Europa. O papa Francisco não tem pudores em falar do fim dos tempos. Seu discurso aos europeus deveria ser visto sob essa luz. Será que o papa Francisco enxerga na burocracia secular pan-europeia um poder sinistro que ameaça o mundo inteiro? Existe um quê de apocalíptico no poderoso desafio que o papa fez à Europa? Esse tema pode estar emergindo como um dos destaques deste papado: um desafio ao poder único global, que ameaça varrer o mundo com uma eficiência assustadora, criando o clima ideal para o anticristo.

Se for isso mesmo, qual é então a resposta do papa Francisco? Ele propõe o retorno e a renovação do coração da Europa e do mundo desenvolvido. Para Francisco, não se trata simplesmente de uma adesão obediente e cega à religião católica, mas de um chamado a um novo entendimento sobre a relação do homem com Deus e a uma busca espiritual dinâmica, que traga Cristo para o coração da cultura, convertendo-a de dentro para fora.

Tags:
Papa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
4
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia