Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 25 Janeiro |
Conversão de São Paulo
home iconAtualidade
line break icon

Vitória contra o EI depende dos iraquianos, afirma diretor do Pentágono

<p>(8 dez) O secretário de Defesa Chuck Hagel, em visita a tropas americanas no Kuwait</p>

AFP - publicado em 09/12/14

A vitória na luta contra os jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI) depende dos iraquianos, disse nesta terça-feira o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, durante uma visita surpresa a Bagdá.

Durante a visita, Hagel se reunirá com os comandantes militares americanos, com o ministro da Defesa iraquiano e com o primeiro-ministro Haidar al-Abadi, informou o porta-voz do Pentágono, John Kirby.

Esta é a primeira visita de Hagel ao Iraque e também a última, já que nos próximos dias será substituído por Ashton Carter à frente do Pentágono.

Ao desembarcar, Hagel fez um discurso curto para os soldados americanos e australianos.

Hagel afirmou que os Estados Unidos e seus aliados podem ajudar os iraquianos na luta contra o EI, mas destacou que o sucesso definitivo da campanha contra os jihadistas depende do governo iraquiano.

"Podemos ajudar, podemos treinar, podemos assessorar, que é o que estamos fazendo, mas são os iraquianos os responsáveis pelo resultado final", disse Hagel.

Ele apelou aos políticos iraquianos que formem um governo de unidade, capaz de conquistar a confiança das diferentes comunidades étnicas e religiosas do Iraque.

O primeiro-ministro iraquiano, Haidar al-Abadi, pediu a Washington mais armas e ataques aéreos contra o EI.

"As forças iraquianas precisam de mais ataques dos aviões da coalizão e de armas pesadas", disse Abadi a Chuck Hagel.

Bagdá e Washington discordam a respeito da estratégia militar. Os americanos defendem uma campanha de ataques aéreos limitados, à espera do momento em que as forças iraquianas estarão preparadas para iniciar uma ofensiva contra os jihadistas.

"Estamos muito agradecidos pelo apoio", disse o primeiro-ministro, antes de destacar que suas forças "avançam no terreno contra o EI".

O governo dos Estados Unidos estabeleceu uma aliança de países ocidentais e árabes para ajudar o Iraque na luta contra o EI.

A coalizão apoia as forças iraquianas com bombardeios aéreos e o treinamento das tropas.

Aviões americanos e dos aliados executaram mais de 1.200 ataques contra os jihadistas no Iraque e na Síria desde 8 de agosto.

Washington mantém 1.500 soldados no Iraque para proteger a embaixada e assessorar o exército iraquiano e as forças curdas.

Em novembro, o presidente Barack Obama aprovou o envio de outros 1.500 soldados para reforçar o treinamento.

O contingente ajudará a recompor as Forças Armadas iraquianas, que sofreram grandes perdas com os ataques do Estado Islâmico nas regiões norte e oeste do país.

Hagel chegou a Bagdá procedente do Kuwait, onde o tenente-general James Terry anunciou na segunda-feira que vários países da coalizão pretendem enviar 1.500 soldados adicionais ao Iraque para a missão de treinamento.

Terry, que dirige o Comando Multinacional Interarmas (CMI), integrado por militares de mais de 30 países, não informou a nacionalidade dos oficiais.

O tenente-general afirmou que as forças iraquianas estão melhorando, mas ainda faltam alguns meses para que possam iniciar uma ofensiva em grande escala contra o EI.

O grupo extremista tenta manter os territórios que conquistou e ainda possui a capacidade de executar alguns ataques de alcance limitado, disse Terry.

O EI espalha o terror, com decapitações, estupros e outras atrocidades nos territórios que controla no Iraque e na Síria, áreas nas quais proclamou um ‘califado’.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
2
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
3
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
4
FAMILY PRAY
Philip Kosloski
Oração para manter as crianças longe do perigo
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
Daniel Neves e Nossa Senhora dos Rins
Francisco Vêneto
Nossa Senhora dos Rins e a devoção de um menino que pede a graça ...
7
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia