Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 22 Janeiro |
São Vicente Pallotti
home iconAtualidade
line break icon

Israel reforça presença do exército na Cisjordânia

<p>Guarda de fronteira israelense segura o dirigente palestino Ziad Abu Ein (E) durante protesto em Turmus Aya em 10 de dezembro</p>

AFP - publicado em 11/12/14

O exército israelense anunciou o envio de reforços nesta quinta-feira para a Cisjordânia ocupada, para enfrentar eventuais manifestações um dia depois da morte de um dirigente palestino em confrontos com soldados de Israel.

"Decidimos mobilizar nesta quinta-feira um reforço de dois batalhões de soldados e duas unidades de guardas de fronteira na Cisjordânia", declarou à AFP uma porta-voz do exército.

O presidente palestino, Mahmud Abbas, anunciou na quarta-feira que todas as opções estavam "abertas", em referência a uma eventual suspensão da cooperação em termos de segurança entre Israel e a Autoridade Palestina.

Abbas reagiu desta maneira à morte de Ziad Abu Ein, um alto dirigente da Autoridade Palestina, vítima na quarta-feira de confrontos com soldados israelenses durante um protesto contra o confisco de terras palestinas em benefício dos colonos israelenses.

Os manifestantes foram parados por um cordão de isolamento militar e vários soldados israelenses empurraram brutalmente Abu Ein, que foi agarrado pelo pescoço.

Imagens do conflito mostram uma discussão confusa e um vídeo mostra a explosão de uma bomba de gás lacrimogêneo ao pé do dirigente palestino, que parece não conseguir respirar. Alguns minutos depois, o Abu Ein cai no chão.

Abu Ein, de 55 anos, era o dirigente da Autoridade Palestina responsável por lidar com a colonização israelense.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, enviou uma mensagem a Abbas na qual destacou a "necessidade de acalmar as coisas e agir de forma responsável".

Pouco depois do anúncio da morte de Abu Ein, confrontos explodiram no campo campo de refugiados de Jelazoun, na Cisjordânia ocupada, onde um adolescente de 14 anos foi gravemente ferido na cabeça por um tiro do exército israelense.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
3
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
4
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
Pope Audience Wednesday
Vatican News
A importância de ir à Missa aos domingo, segundo o Papa Francisco
7
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia