Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 22 Setembro |
home iconAtualidade
line break icon

O direito a ser

Família Cristã

Família Cristã - publicado em 24/12/14

Afirmam sentir agora uma força semelhante à da família de Nazaré, que também fugiu dos cânones da época. Quando são olhados de soslaio, tentam não se esquecer que «Deus não escolhe os mais capazes, capacita os escolhidos». Uma lema de vida que os tem acompanhado em diferentes momentos. Dias antes de o João Maria nascer, enquanto passeavam pela praia com os outros dois meninos, o Pedro e o Tomé, sentiram os olhares quase reprovadores dos que não compreendem a opção de se ter mais filhos: «Quando saio sozinha com o meu marido, as pessoas olham deliciadas para nós por estar grávida. Mas quando saímos com os nossos filhos, olham-nos com um olhar quase de pânico. Infelizmente, nota-se logo a diferença no olhar das pessoas», contava a Ana à FAMÍLIA CRISTÃ uma semana antes do nascimento do bebé.

Ser uma família numerosa é encarado por muitos como uma loucura nos tempos que correm. Para este casal católico, a loucura faz parte da identidade cristã: «Todo o cristão tem um pouco de insanidade mental. Todos os que seguiram Nosso Senhor eram provocados e tentados um pouco na sua loucura.» Estão confiantes de que, haja o que houver, «Deus cuida».

Há já algum tempo que este casal preparava a vinda de mais um filho. Mas o desemprego de um e de outro em momentos diferentes adiava a vinda de mais um ser. Quando ambos recomeçaram a trabalhar sentiram que aquele era o momento ideal. Adeptos dos métodos naturais, planearam a maternidade e paternidades responsáveis.

A gravidez não foi um mar de rosas. As dores ciáticas e uma ameaça de parto prematuro obrigaram a Ana a retirar-se do trabalho. As contrações eram frequentes e foi internada uma vez. Ficou em repouso absoluto. Numa das vezes em que Rafael se viu à nora, enquanto tentava dar conta do recado de cuidar da mulher grávida, de dois filhos ainda pequenos e das lides domésticas, disse à Ana: «Tu que não estás a fazer nada, vê lá se começas a fazer qualquer coisa.» A mulher ripostou: «Eu estou a fazer qualquer coisa; sou portadora de vida neste momento.» O Rafael calou e guardou as palavras no coração. O que conservou também na memória foram os apetites fora de horas da mulher. Ana desejou comer pastéis de nata acabados de fazer. Para os comer ainda quentinhos, Rafael foi buscá-los à noite. Só um desejo ficou por cumprir: deliciar-se com azevias de batata-doce. O Rafael encontrou azevias de feijão – mas não eram a mesma coisa para as papilas gustativas de Ana.

Um hino à vida

A vida nem sempre é pera doce. Há coisas que não acontecem como gostaríamos e outras há que estão ao nosso alcance e podemos controlar. Quando mais um filho vem a caminho, todas as contas têm de ser feitas. Ainda a gravidez da Ana ia a meio e já o casal aproveitava todas as promoções de fraldas. «Um euro não gasto é um euro ganho», dizem. As roupas do João Maria também já foram usadas pelos irmãos e pelos filhos de casais amigos. Algumas já vêm em quinta mão. Só o babygrow que vestiu no dia em que nasceu era a estrear.

A gestão doméstica não é fácil, mas este casal quer manter-se aberto à vida. Com consciência e responsabilidade. Os filhos já pediram «mais manos para fazerem uma equipa de futebol e uma mana para ser a árbitra». O Pedro e o Tomé contam que se sentem preparados para ajudar a cuidar, para já, do João Maria. E dos outros que vierem. Começaram até a dar banho um ao outro para aprenderem a lavar o bebé. A mãe está preocupada com tanto entusiasmo. «Como é que lhes vou pôr travão?»

Uma semana depois de o mano chegar a casa, os irmãos mais velhos, apesar de terem muita vontade de ajudar a mudar as fraldas e dar banho, já se aperceberam da fragilidade do João Maria e são uma espécie de assistentes do pai e da mãe. Não estão no comando das operações da higiene do bebé, mas dão a toalha ou entregam a fralda ao pai que, por norma, se encarrega dessa parte.

  • 1
  • 2
  • 3
Tags:
FamíliaFilhosGravidezVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
2
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
3
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
4
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
5
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
6
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
7
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia