Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconReligião
line break icon

Líder islâmico aprova a linha adotada pelo papa Francisco

AFP PHOTO/ VINCENZO PINTO

JERUSALEM : Pope Francis (R) puts his arms around Rabbi Abraham Skorka (C) and Omar Abboud (L), a leader of Argentina's Islamic community, travelling with him at the Western Wall, Judaism's holiest site, in Jerusalem's Old City on May 26, 2014. Pope Francis faces a diplomatic high-wire act as he visits sacred Muslim and Jewish sites in Jerusalem on the final day of his Middle East tour AFP PHOTO/ VINCENZO PINTO

Gelsomino Del Guercio - publicado em 02/01/15

O dirigente do Conselho de Imãs das Filipinas aplaude a opção pelo diálogo

Os esforços do papa Francisco pela paz e pelo bem da humanidade "devem ser ouvidos e apoiados por todos os seres humanos, sem distinção de religião ou de crença. De modo específico, eu convido os meus irmãos e fiéis muçulmanos a ouvirem e compreenderem as palavras do pontífice: elas devem ser seguidas se quisermos derrotar o terrorismo", declarou o dirigente do Conselho de Imãs das Filipinas, Ebra M. Moxsir Al-Haj, durante uma entrevista no programa de televisão "Conheça a Verdade", que vai ao ar no início de janeiro de 2015, no contexto da visita do papa Francisco ao país (AsiaNews, 29 de dezembro).

Apelos sinceros do papa

O líder islâmico é também capelão das forças policiais nacionais nas Filipinas. Durante a entrevista, ele “abriu as portas” do país para o papa Francisco: "Nós temos que dar as nossas sinceras boas-vindas ao pontífice e apoiar os seus apelos pela cooperação inter-religiosa. Francisco nos exorta a caracterizar as relações entre as religiões com a sinceridade e com a boa vontade: este é o único caminho para a verdadeira paz. Eu apoio com vigor a posição do papa contra o extremismo, que não pode ser impedido por nada, a não ser pela paz entre as religiões".

Condenação do terrorismo

Esta é a primeira manifestação firme contra o terrorismo adotada por uma autoridade islâmica depois do apelo feito pelo papa Francisco no voo de regresso da Turquia. Na ocasião, o pontífice tinha pedido abertamente a "todos os líderes islâmicos" que condenassem os atos de terrorismo "porque será de ajuda para a maioria das pessoas islâmicas ouvir [essa condenação] da boca dos seus líderes religiosos, políticos, acadêmicos, intelectuais. Todos nós precisamos que seja feita uma condenação mundial. Os muçulmanos que têm a sua identidade precisam dizer: nós não somos isso, o alcorão não é isso" (BBC, 29 de novembro).

O Estado Islâmico não é o islã

Ishak Kizilaslan, imã da mesquita de Sultanahmet, conhecida como a Mesquita Azul de Istambul, transmitiu uma mensagem em sintonia com a fala do papa: "O islã é paz. A própria palavra ‘islã’ significa paz e submissão", disse ele pouco antes da chegada do papa Francisco à Turquia. Para Kizilaslan, os meios de comunicação ocidentais passam uma imagem errada do islã ao identificá-lo com as atrocidades cometidas por grupos extremistas como o Estado Islâmico (EI), ativo no Iraque e na Síria. "Mas eles não representam o mundo islâmico". O EI, afirmou a autoridade muçulmana, "não está agindo por causa de objetivos religiosos", mas por causa de "questões fundamentalmente políticas" (Adnkronos, 27 de novembro).

Os três objetivos do encontro entre cristãos e muçulmanos

Mensagens conciliatórias foram divulgadas também durante o terceiro Encontro Cristão- Muçulmano, que se realizou em Roma no dia 4 de dezembro. Evitar os conflitos por meio da educação para o diálogo inter-religioso, construir uma rede de cooperação institucional entre os cristãos e os muçulmanos e condenar o uso da religião para legitimar ações injustas: estas são as três metas de trabalho até 2016, data do próximo encontro, a ser realizado em Teerã.

Fraternidade e humanidade

“Passamos do encontro para o diálogo: o diálogo nós temos cultivado há anos”, declarou o cardeal Jean-Louis Tauran, presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-Religioso. “Agora nós temos que caminhar juntos e realizar algo juntos. Insistir em uma boa educação, fazer com que o outro seja amado não como o diferente que deve ser temido, mas como o diferente que deve ser conhecido, aquele com quem compartilhar, para construirmos juntos uma nova sociedade baseada na fraternidade e na humanidade” (Rádio Vaticano, 4 de dezembro).

Nova etapa das conversas no final de janeiro

O diálogo com o mundo islâmico, de acordo com o que escreveu a agência AsiaNews (29 de dezembro), continuará nos dias 29 e 30 de janeiro de 2015 com a reunião anual da Comissão para as Relações Religiosas com os Muçulmanos, liderada pelo Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso. As atenções da reunião se voltarão ao Iraque, onde “um novo e particular canal de diálogo”, explicou o cardeal Tauran, “foi aberto com a criação de um comitê permanente para o diálogo com os representantes das principais comunidades religiosas do país: os xiitas, os sunitas, os cristãos, os sabeus. É um sinal de esperança em meio a um panorama bastante escuro".

Tags:
DiálogoMuçulmanosPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia