Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Aleteia

Por que pedimos a Santo Antônio quando perdemos alguma coisa?

Public Domain
Compartilhar
Comentar

A veneração tem origem popular, mas é possível encontrar também na “si quaeris miracula”, mais conhecida como “O Sequeri”

Santo Antônio de Pádua é sem dúvidas um dos santos mais venerados do mundo e é famoso também como o Santo que ajuda a encontrar as coisas perdidas. Por quê?

O Sequeri

Esta particular veneração tem origem popular, mas se encontra também na “si quaeris miracula”, mais conhecida como “O Sequeri”, uma das orações mais notáveis e recitadas do mundo. Trata-se de um responsório em latim, em honra a Santo Antônio, especialmente para pedir que se reencontrem objetos perdidos (resque perditas). O texto é de autoria do Frei Giuliano da Spira, datado de 1233, como responsório do Ofício Rítmico (hoje chamado Liturgia das Horas), para a festa de Santo Antônio. Eis a versão traduzida do latim para o português:

Se milagres desejais, recorrei a Santo Antônio
Vereis fugir o demônio e as tentações infernais.

Recupera-se o perdido. / Rompe-se a dura prisão, 
e no auge do furacão / cede o mar embravecido.

Pela sua intercessão, foge a peste, o erro, a morte, 
O fraco torna-se forte, e torna-se o enfermo são.

Recupera-se o perdido …

Todos os males humanos se moderam, se retiram,
Digam-no aqueles que o viram, e digam-no os paduanos.

Recupera-se o perdido …

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.

Recupera-se o perdido …

Rogai por nós, bem-aventurado Antônio
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Reencontrar a si mesmo

Ao Santo de Pádua também são confiadas todas as pessoas que se sentem perdidas e pedem com a oração e o silêncio a Graça de reencontrar a si mesmos. Aqueles que visitam a Basílica de Pádua, onde está o túmulo do santo, podem testemunhar que Santo Antônio é verdadeiramente um convite a retornar ao Senhor, a se converter e a iniciar uma nova vida.

Ajuda-me a encontrar

Trazemos a oração para pedir a ajuda de Santo Antônio para encontrar aquilo que foi perdido. Desde objetos da vida cotidiana, documentos importantes, até a própria fé.

Eu vos saúdo, glorioso Santo Antônio, 
fiel protetor dos que em vós esperam. 
Já que recebestes de Deus o poder especial 
de fazer achar os objetos perdidos, 
socorrei-me neste momento, 
a fim de que, mediante vosso auxílio, 
eu encontre o objeto que procuro. 

Alcançai-me, sobretudo, uma fé viva, 
uma esperança firme, uma caridade ardente 
e uma docilidade sempre pronta aos desejos de Deus. 
Que eu não me detenha apenas nas coisas deste mundo. 
Saiba valorizá-las e utilizá-las 
como algo que nos foi emprestado 
e lute sobretudo por aquelas coisas 
que ladrão nenhum pode nos arrebatar 
e nem iremos perder jamais. 

Assim seja.