Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Fevereiro |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Papa condena ‘formas deturpadas de religião’ antes de viajar à Ásia

Arrival of Pope Francis at the airport – Alitalia – Airplane – pt

© European Union 2014 - European Parliament CC

https://www.flickr.com/photos/photosmartinschulz/15875362785

Agências de Notícias - publicado em 12/01/15

Francisco denunciou "uma guerra mundial combatida por partes"

O papa Francisco condenou nesta segunda-feira as "formas deturpadas de religião" após o massacre trágico da semana passada em Paris e denunciou "uma guerra mundial combatida por partes".

O sumo pontífice traçou um panorama denso e pessimista do mundo ao falar de guerras, imigração, solidão, pobreza e tipos modernos de escravidão durante seu tradicional discurso anual ao corpo diplomático credenciado na Santa Sé, pronunciado horas antes de seguir viagem para as Filipinas e o Sri Lanka.

O chefe da Igreja pediu para a comunidade internacional não ser indiferente e apelou para que condene "qualquer interpretação documental e extremista da religião, que pretenda justificar tais atos de violência".

Francisco também criticou a "cultura da rejeição ao outro", que gera violência e morte e que converte o ser humano "em escravo, seja da moda, do poder, do dinheiro, inclusive às vezes de formas deturpadas de religião", disse.

Ao constatar a proliferação de conflitos no mundo, o chefe da Igreja católica voltou a denunciar "uma autêntica guerra mundial combatida por partes".

Um conceito que desenvolveu em várias ocasiões e que considera grave, já que, segundo ele, hoje em dia "os conflitos se estendem com modalidades e intensidades diversas, em diferentes zonas do planeta".

O papa mencionou a situação na Ucrânia, no Oriente Médio, na Nigéria e em outros países da África, e citou outro crime que as guerras geram: o estupro de mulheres.

Também mencionou a imigração e pediu que as autoridades europeias façam algo para que o "mar Mediterrâneo não se converta em um grande cemitério".

Pediu ainda à comunidade internacional que garanta uma adequada assistência para os portadores de Ebola, a quem chamou de "os leprosos de nosso tempo".

No entanto, "apesar do olhar dominado pelo pessimismo e deficiências de nosso tempo", Francisco quis "dar graças a Deus por alguns frutos da paz que tivemos a alegria de saborear", citando, como exemplo, a recente decisão dos Estados Unidos e Cuba de "colocar fim a um silêncio recíproco que durou meio século".

Francisco concluiu seu discurso com um apelo à paz ao recordar o 6 de agosto de 1945, quando a "humanidade assistiu a uma das catástrofes mais tremendas de sua história". Nesta data, foi lançada a bomba atômica sobre Hiroshima.

Rumo à Ásia

No domingo, o papa pediu aos fiéis reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano, que o acompanhem em oração em sua viagem à Ásia.

"Amanhã à tarde vou iniciar uma viagem apostólica ao Sri Lanka e às Filipinas. Peço-lhes que me acompanhem através da oração", disse o pontífice na tradicional cerimônia do Angelus.

Francisco inicia sua segunda viagem à Ásia, após ter visitado em agosto a Coreia do Sul. Ele ficará na região até o dia 19.

O papa jesuíta, que sonhou quando jovem ser missionário no Japão, é particularmente receptivo aos problemas desse continente, principalmente os da China, onde os jesuítas introduziram a fé católica no século XVI.

Os católicos representam apenas 3% da população asiática, mas são majoritários nas Filipinas, onde aproximadamente 85% da população, ou seja, 75 milhões de pessoas, é de católicos.

Também é o terceiro país com mais católicos no mundo, depois do Brasil e do México.

Francisco, que fez 78 anos em dezembro, percorrerá em uma semana mais de 12.000 km, pegará vários voos e usará helicóptero e papamóvel para cumprir todos os seus compromissos.

Os filipinos esperam com ansiedade a visita papal e deverão comparecer em massa às cerimônias previstas em Manila e Tacloban, a cidade mais atingida por um tufão que deixou cerca de 8.000 mortos em 2013.

(AFP)

Tags:
Papa FranciscoTerrorismo
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia