Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 24 Outubro |
São José Lê Dang Thi
Aleteia logo
home iconEstilo de vida
line break icon

A autêntica meditação cristã

© SHUTTERSTOCK

Prof. Felipe Aquino - publicado em 14/01/15

A revista Veja e o Papa Francisco falaram do tema na mesma semana: veja o que cada um disse

Está na moda fazer meditação de muitos tipos. A revista Veja (Edição 2407 de 07 de janeiro de 2015, pp.77-84) acaba de publicar um longo artigo sobre a “ciência da meditação”. Afirma o artigo que deixando o seu cunho religioso esta prática vai se tornando um meio de relaxamento, luta contra a ansiedade, depressão, dores, hipertensão, doenças cardiovasculares, etc.

Na mesma semana o Papa Francisco, na Missa celebrada na capela da Casa Santa Marta, em 09 de janeiro de 2015 disse que:

“Uma sessão de yoga não poderá ensinar um coração a “sentir” a paternidade de Deus, nem curso de espiritualidade zen o tornará mais livre para amar. Somente o Espírito Santo tem este poder. Quem nos ensina a amar? Quem nos liberta dessa dureza?. Somente o Espírito Santo. Você pode fazer mil cursos de catequese, mil cursos de espiritualidade, mil cursos de yoga, zen, e todas essas coisas. Mas isso nunca vai ser capaz de lhe dar a liberdade de filho. Somente o Espírito Santo move o seu coração para dizer ‘Pai’. Somente o Espírito Santo torna o coração dócil a Deus e à liberdade” (Zenit.org – 09 de janeiro de 2015).

Em vista da tendência de alguns mestres cristãos a adotar métodos e concepções hinduístas de oração, a Congregação para a Doutrina da Fé publicou uma “Carta sobre a Meditação Cristã”, em 15 de outubro de 1989; onde analisa a oração cristã em confronto com a oração hinduísta. Entre outras coisas, diz:

“No Novo testamento, a oração é apresentada como obra do Espírito Santo, que ensina aos discípulos toda a verdade, completando a missão de Jesus (cf. 1Cor 2,10; Jo 16,13s). Vê-se assim que a oração cristão não é mero esforço da mente e das faculdades do homem para contemplar o Transcendental, mas é Dom de Deus. Ele se fundamenta e abastece na revelação que Deus faz de si ao homem, revelação que tem em Cristo seu ponto culminante.

Guiado por este manancial, o cristão não esquecerá que a sua oração decorre sempre dentro da comunhão dos Santos e segundo o espírito da Igreja. O cristão nunca ora isoladamente, mesmo quando está na solidão, mas ora sempre em união com Cristo, no Espírito e em comunhão com todos os Santos, para o bem da Igreja.

A Carta aborda as “maneiras errôneas de rezar” (nºs. 8-12):

“Os erros do passado continuam a tentar o homem contemporâneo. Este por vezes reduz a oração a um estado psíquico ou a uma conquista da mente, que se treina para ampliar as suas faculdades meramente naturais. Há também, em nossos dias, aqueles cristãos que se servem de métodos orientais a fim de se preparar para a contemplação: identificam o Absoluto, concebido pelo budismo, com a Majestade de Deus, que ultrapassa toda realidade finita: assim tendem a um conceito de Deus totalmente desligado das manifestações históricas ou das teofanias do Antigo e do Novo Testamento; negligenciam o mistério da SS. Trindade para “mergulhar no abismo indefinido da divindade” ou no nirvana, em que as noções de Eu, Tu e Ele desaparecem. Desta maneira tem origem pernicioso sincretismo, pois os seus arautos tendem a fundir o monoteísmo histórico da revelação judeu-cristão com o panteísmo da filosofia hinduísta.”

Em seguida a Carta fala da “Via Cristã para a união com Deus” (nºs 13-15), e afirma que “a profunda união com Deus prometida ao cristão leva a um estado que os antigos mestres gregos chamavam “divinização”. Esta, porém, nunca extingue a diferença radical existente entre Criador e criatura; o eu humano jamais poderá ser absorvido pelo eu divino, nem mesmo nos estados místicos mais elevados… Assim entre Deus e nós existe diferença, que não impossibilita uma íntima união. Também pela Eucaristia e os demais sacramentos Cristo nos faz participar da sua vida divina, sem extinguir a nossa natureza criada”

“Na concepção cristã, se cumprem todas as aspirações existentes nas outras correntes religiosas, sem que o eu pessoal e a sua índole de criatura sejam aniquilados e desapareçam no oceano do Absoluto. A profissão de que Deus é Amor (1Jo 4,8) explica a íntima união ou o intercâmbio e o diálogo entre Deus que ama, e a criatura que é amada. O cristão que recebe o Espírito Santo (o amor existente entre o Pai e o Filho) é feito “filho no Filho” e exclama “Abá, Pai”, participando realmente da vida da SS. Trindade” (Cf. Rm 8, 15-17; Gl 4,6).

  • 1
  • 2
Tags:
MeditaçãoOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
2
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
3
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
4
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
5
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Papa Francisco São José Menino Jesus
Ricardo Sanches
A oração a São José que o Papa Francisco reza todos os dias há 40...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia