Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Outubro |
Santo Inácio de Antioquia
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Estado Islâmico ameaça matar dois reféns japoneses; premiê exige libertação

<p>O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) ameaçou nesta terça-feira em um novo vídeo executar dois reféns japoneses que ele afirma deter e exige um resgate de 200 milhões de dólares ao governo japonês.</p>

AFP - publicado em 20/01/15

O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) ameaçou nesta terça-feira em um novo vídeo executar dois reféns japoneses que ele afirma deter e exige um resgate de 200 milhões de dólares ao governo japonês.

Tóquio reagiu rapidamente, afirmando que não cederia ao terrorismo, enquanto o primeiro-ministro Shinzo Abe exigiu a libertação imediata dos reféns.

"Estou indignado com tal ato", declarou à imprensa em Jerusalém. "Eu exijo vigorosamente que nenhum mal seja feito a eles e que sejam libertados imediatamente".

"A comunidade internacional não cederá ao terrorismo e temos de cooperar" contra esta ameaça, insistiu durante a coletiva de imprensa.

Em um vídeo cuja autenticidade ainda não foi confirmada, o EI, que controla extensas áreas de território no Iraque e na Síria, exige do governo japonês o pagamento de um resgate de 200 milhões de dólares para salvar a vida dos reféns.

"Vocês têm 72 horas para pressionar seu governo a tomar uma decisão sã e pagar 200 milhões de dólares para que suas vidas sejam poupadas", diz o vídeo.

A exigência é feita por um homem encapuzado e em um uniforme preto, que segura uma faca e fala em inglês, entre os dois reféns em uniformes laranjas.

Os dois japoneses são identificados como Haruna Yukawa, cuja profissão é desconhecida, e Kenji Goto Jogo, um jornalista independente.

A encenação lembra a dos vídeos anteriores, em que o EI reivindicou a execução de quatro reféns ocidentais, entre eles os jornalistas americanos James Foley e Steven Sottloff.

O vídeo é publicado no momento em que o premiê Abe visita Jerusalém. Ele deve encontrar ainda nesta terça-feira o presidente palestino Mahmud Abbas em Ramallah, na Cisjordânia.

De acordo com o vídeo, o resgate destina-se a compensar a ajuda não militar de US$ 200 milhões prometidos por Abe aos países afetados pela ofensiva do EI no Iraque e na Síria, que já deixou milhares de deslocados e refugiados.

O primeiro-ministro japonês prometeu uma ajuda não militar ao Oriente Médio, com o objetivo de fornecer "ajuda humanitária e contribuir para o desenvolvimento das infraestrutura".

A este respeito, Abe declarou que o Japão não anulará sua ajuda. "Esta posição não mudará", afirmou, destacando a destinação humanitária deste dinheiro.

O porta-voz do governo indicou que Tóquio está "verificando o vídeo". Um vice-Ministro das Relações Exteriores, Yasuhide Nakayama, deve ser enviado para a Jordânia para acompanhar o caso no local, segundo ele

Um dos reféns já havia aparecido em um vídeo anterior, divulgado em agosto, em que se identificava como Haruna Yukawa.

O segundo refém, Kenji Goto, é um jornalista freelance que criou um empresa de produção de vídeo, a Independent Press, em Tóquio, em 1996. Sua companhia fornece vídeos e documentários sobre o Oriente Médio para canais de televisão japoneses, incluindo a NHK, o canal público. Ele nasceu em Sendai (norte) em 1967, de acordo com o site da empresa.

O Japão tem sido, até agora, relativamente poupado da onda de violência atribuída a grupos radicais islâmicos. Ele se mantém distante da coalizão antijihadista criada pelos Estados Unidos para conter o avanço do EI na Síria e no Iraque.

Este grupo ultrarradical é combatido por uma coalizão formada por Estados Unidos, França, Reino Unido, Canadá, Austrália, Dinamarca, Bélgica, Jordânia e Catar. Mais de sessenta países estão envolvidos nesta coalizão internacional.

Dez cidadãos japoneses morreram há dois anos, em janeiro de 2013, em um ataque jihadista ao complexo de gás de In Amenas, na Argélia. Este ataque, seguido de uma tomada de reféns, resultou na morte de 40 pessoas de dez nacionalidades e 29 jihadistas.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
3
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
4
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
5
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
6
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
7
MIRACLE SUN
Philip Kosloski
Um cientista descreve o Milagre do Sol em Fátima
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia