Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

Parlamento aprova impeachment de ex-premier da Tailândia

<p>A ex-premier Yingluck Shinawatra, na Assembleia Nacional</p>

AFP - publicado em 23/01/15

O parlamento tailandês nomeado pela junta militar aprovou nesta sexta-feira o impeachment por cinco anos da ex-primeira-ministra Yingluck Shiwantra.

A medida foi aprovada com 190 votos a favor, 18 contra e 8 abstenções.

Antes, o ministério Público anunciou que Shinawatra será indiciada por corrupção, crime que prevê pena de até dez anos de detenção.

"O Ministério Público estudou os testemunhos e provas submetidos à Comissão Anticorrupção. Estamos de acordo em que o caso permite processar Yingluck", disse o procurador Surasak Threerattrakul à imprensa.

O anúncio aconteceu no mesmo dia em que a Assembleia Nacional, composta por membros nomeados pela junta que deu o golpe de estado em maio de 2014 contra o Governo de Yingluck, decidiu a proibição de sua atuação na vida política durante cinco anos.

Yingluck declarou na véspera, diante da Assembleia, sua inocência e disse que o impeachment não se funda em nenhum texto da lei já que a junta revogou a Constituição.

A Comissão Anticorrupção, ligada aos militares, acusa Yingluck de negligência no quadro de um programa de subsídio aos produtores de arroz que leva o Governo a comprar arroz 50% mais caro que o preço do mercado.

Yingluck é irmã do ex-dirigente multimilionário Thaksin Shinawatra.

A junta tailandesa é acusada de pretender eliminar o influente clã Shinawatra da vida política e, segundo os analistas, a proibição da vida política e a acusação de Yingluck fazem parte do processo.

A Tailândia, profundamente divida entre seguidores e adversários dos Shinawatra, vive uma crise política recorrente desde o golpe de Estado de 2006 contra Thaksin Shinawatra, que se exilou para evitar a prisão.

Os partidos pro-Taksin ganham todas as eleições legislativas há mais de 10 anos, apoiados sobretudo pelos prdtutores de arroz do norte e nordeste do país, mas as elites tradicionais acusam há anos a família Shinawatra de corrupção.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia