Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Outubro |
São Cornélio
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Menino de 8 anos é interrogado por simpatizar com jihadistas na França

© LOIC VENANCE / AFP

FRANCE-ATTACKS-CHARLIE-HEBDO-SHOOTING French police officers arrive to take up positions near Porte de Vincennes in Paris on January 9, 2015, after at least one person was injured when a gunman opened fire at a kosher grocery store and took at least five people hostage, sources told AFP. The attacker was suspected of being the same gunman who killed a policewoman in a shooting in Montrouge in southern Paris on January 8. AFP PHOTO / LOIC VENANCE

Agências de Notícias - publicado em 29/01/15

O menino foi interrogado durante 30 minutos e seu pai foi indiciado por responsabilidade civil

Um menino de 8 anos foi submetido a um interrogatório pela polícia de Nice, sudeste da França, por ter expressado no colégio solidariedade em relação aos autores dos atentados contra a revista Charlie Hebdo no início de janeiro, em Paris.

O menino se negou a fazer um minuto de silêncio e participar em um ato de homenagem às vítimas do ataque organizado por seu colégio no dia seguinte ao massacre, explicou o comissário Marcel Authier.

Segundo um professor, o aluno também falou coisas que evidenciavam sua solidariedade para com os jihadistas.

"No contexto atual, o diretor do colégio resolveu avisar a polícia sobre o ocorrido", afirmou Authier.

"Convocamos o menino e seu pai para tentar compreender como uma criança de oito anos pode afirmar coisas tão radicais", acrescentou.

O menino foi interrogado durante 30 minutos e seu pai foi indiciado por responsabilidade civil.

"Evidentemente, o menino não entende o que disse. Não sabemos de onde ele tirou o que falou", comentou o policial.

A Organização contra a Islamofobia na França denunciou a maneira com que o caso foi tratado.

"O pai e o filho estão profundamente abalados com o tratamento que receberam, o que ilustra a histeria coletiva em que a França está mergulhada desde o início de janeiro", afirmou o grupo em um comunicado.

(AFP)

Tags:
Mundo
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
4
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
5
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
6
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
7
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia