Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 27 Janeiro |
Santa Angela de Mérici
home iconAtualidade
line break icon

Grupo Estado Islâmico afirma ter decapitado refém japonês Kenji Goto

<p>Pedestre vê reportagem sobre o jornalista japonês Kenji Goto, feito refém pelo Estado Islâmico, em um telão em Tóquio</p>

AFP - publicado em 02/02/15

O governo do Japão chamou neste domingo de "odiosa e desprezível" a suposta decapitação do segundo refém japonês, Kenji Goto, sequestrado na Síria pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), ao mesmo tempo que a Jordânia afirmou que fará "todo o possível" para salvar e libertar seu piloto sequestrado.

O EI divulgou no sábado imagens por meio de seu órgão de propaganda, Al Furqan, nas quais Goto aparece ajoelhado, vestido com um macacão laranja, enquanto um homem encapuzado posicionado atrás do refém culpa o governo japonês por sua morte.

O vídeo termina com uma foto do corpo no chão, com a cabeça nas costas.

O porta-voz do governo japonês, Yoshihide Suga, considerou neste domingo como "altamente provável" que as imagens do vídeo atribuído ao EI sejam autênticas e afirmou que a pessoa assassinada é certamente Goto, um jornalista freelance de 47 anos sequestrado na Síria em outubro do ano passado.

O grupo jihadista anunciou na semana passada a execução de um primeiro refém japonês, Haruna Yukawa, capturado em agosto na Síria, pelo qual havia solicitado um resgate de 200 milhões de dólares. Goto tentava localizar o compatriota quando foi sequestrado.

Visivelmente abalado, Abe prometeu, em declarações à imprensa, em Tóquio, "nunca perdoar os terroristas".

"Estou extremamente furioso com estes atos terroristas odiosos e desprezíveis. Nós nunca vamos perdoar os terroristas. Vamos cooperar com a comunidade internacional para fazê-los pagar por seus crimes", declarou, visivelmente emocionado, a jornalistas em Tóquio.

Abe disse ainda que o Japão não renunciará a combater um "terrorismo inadmissível".

‘Todo o possível’

Segundo o observatório de páginas de extremistas SITE, o carrasco seria o homem que ficou conhecido como ‘Jihadi John’, devido ao sotaque do sul da Inglaterra, que já protagonizou vídeos de outras decapitações do EI.

"Vocês, assim como seus tolos aliados da coalizão satânica, ainda precisam entender que nós, pela graça de Alá, somos um califado islâmico com autoridade e poder, um exército inteiro sedento de seu sangue", afirma o integrante do EI no vídeo.

Em seguida, ele se dirigiu diretamente ao premiê japonês, Shinzo Abe.

"Por causa de sua decisão irresponsável de participar desta guerra invencível, esta faca não irá apenas sacrificar Kenji, mas também vai continuar a causar carnificina onde quer que seu povo esteja. Então, que comece o pesadelo para o Japão”, afirmou.

Os jihadistas não mencionaram no vídeo o piloto jordaniano Maaz al-Kasasbeh. que também ameaçaram matar.

Em um vídeo divulgado durante a semana, os extremistas ameaçaram executar Goto e Al-Kasasbeh, caso a Jordânia não libertasse uma jihadista iraquiana condenada à morte por participar em uma onda de atentados em 2005.

Amã prometeu neste domingo que fará "todo o possível" para salvar e libertar o piloto sequestrado depois que um caça F-16 caiu em uma área da Síria durante um ataque contra o EI.

O rei da Jordânia, Abdullah II, ligou para Abe para apresentar condolências à família e denunciar a execução como um ato "covarde e criminoso".

Reações de estupor

A execução de Goto provocou a indignação de grande parte da comunidade internacional.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou o "odioso assassinato" do refém japonês em um comunicado.

O presidente francês, François Hollande, também repudiou "com a maior firmeza" o "assassinato brutal" do jornalista.

"A França é solidária com o Japão. Os dois países continuarão trabalhando juntos pela paz no Oriente Médio e para eliminar os grupos terroristas", afirma em um comunicado.

O primeiro-ministro britânico David Cameron também criticou, em nota, a "desprezível" e "assustadora" execução de Goto.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
2
Pe. Robson de Oliveira
Reportagem local
Processo contra pe. Robson está arquivado definitivamente, notici...
3
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
4
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da missa
5
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
6
ROSARY
Reportagem local
Exorcista alerta sobre os perigos de "falar" com os mortos
7
Jérôme Lejeune
Francisco Vêneto
Descobridor da Síndrome de Down está em processo de beatificação
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia