Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 23 Abril |
Bem-aventurada Maria Gabriela Saghéddu
home iconAtualidade
line break icon

A ciência pode explicar os milagres de Lourdes?

Dr Alessandro de Franciscis - Comissão médica de Lourdes

© VINCENT/Sanctuaire / Lourdes/CIRIC

Dr Alessandro de Franciscis - Comissão médica de Lourdes

Aleteia Vaticano - publicado em 11/02/15

Qual é a postura da ciência com relação às curas extraordinárias que acontecem em Lourdes?

Os milagres devem curar tanto o corpo quanto a alma

O papel dos cientistas especialistas no reconhecimento dos milagres é declarar que o fato não pode ser explicado cientificamente. Mas este é só o primeiro passo; o verdadeiro sinal de um milagre são os frutos de fé, esperança e caridade.

Em Lourdes, Nossa Senhora nunca falou de curas. No entanto, estas começaram a acontecer a partir do momento em que a fonte foi descoberta. As curas foram imediatamente registradas por um médico; depois foram examinadas por uma comissão e por um especialista. Finalmente, sete foram consideradas como “milagrosas” e foram um dos argumentos que levaram o bispo local a declarar as aparições como “autênticas”.

Lourdes é identificada com os milagres. Mas hoje a palavra “milagre” tem pouco significado religioso e já não se aplica especialmente às curas. Uma partida de futebol que começou mal e que termina com uma vitória é considerada um milagre. Da mesma maneira, o acidente que não provocou mortos é visto como milagroso.

Nas palavras de Nossa Senhora que Bernadette repetiu, as curas nunca foram mencionadas. “Vá beber na fonte e lave o rosto”, disse a Virgem: este é um convite à penitência. Bernadette sempre foi muito reservada quanto ao tema dos milagres. Ela mesma nunca se curou da sua asma; tornou-se enfermeira e não tratou seus pacientes com a água de Lourdes. Ela sempre afirmou que essa água era inútil sem fé e oração.

As curas tiveram certo lugar no reconhecimento das aparições. Na pequena cidade de Lourdes, havia vários médicos. Um deles, Dr. Dozous, trabalhou imediatamente para identificar os casos de cura. O bispo nomeou uma comissão para estudar todos estes casos. Depois do seu exame inicial, confiou o assunto a um especialista de Montpellier, o Dr. Vergez. Este médico identificou 7 curas como inexplicáveis.

Este é o terceiro argumento a favor das aparições, depois da qualidade do testemunho de Bernadette e dos frutos espirituais da mensagem de Lourdes.

Declarando uma cura como “milagrosa”, a Igreja dá uma indicação que não compromete a fé. Ela se apoia em um relatório médico: esta cura é explicável, atualmente, pela ciência? Mas a declaração da Igreja vai além do relatório médico: esta cura trouxe frutos espirituais na vida da pessoa em questão?

Nossa época, de certa forma uma época de descrença, se compraz muito com acontecimentos paranormais – aqueles que creem neles os chamam alegremente de “sobrenaturais”. Infelizmente, com frequência tais acontecimentos são portadores de má sorte. A Igreja foi cautelosa durante muito tempo com relação ao sobrenatural. Inclusive já se disse dela em várias ocasiões que é conservador demais.

A Igreja põe sua fé em Jesus, e não nesta ou naquela cura ou milagre. Nem sequer as aparições de Lourdes ou os milagres reconhecidos são objeto de fé – inclusive para os católicos mais fiéis. Por outro lado, seria absurdo não levá-los em consideração.

Jesus advertiu: “Levantar-se-ão falsos cristos e falsos profetas, que realizarão grandes sinais e prodígios, para enganar, se fosse possível, até os próprios escolhidos”. O verdadeiro sinal do sobrenatural é a fé, a esperança e a caridade. O laudo médico é apenas um primeiro passo, mas é necessário para evitar deixar-se enganar por doenças imaginárias.

Mas não é a medicina que estabelece as conclusões. Os médicos que atualmente são considerados autoridades em Lourdes se defendem muito bem: dizem que só pretendem evitar que a Igreja cometa algum erro.

O laudo médico deve responder a certo número de critérios que foram determinados no século XVIII para o exame das curas milagrosas, necessárias para as beatificações e canonizações.

  • 1
  • 2
Tags:
CiênciaLourdesMilagreReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
ROBERTO CARLOS
Ricardo Sanches
A música que Roberto Carlos cantou no próprio aniversário de 80 a...
2
Imagem de Nossa Senhora na Síria
Reportagem local
Freiras na Síria redescobrem oração de 700 anos contra epidemias
3
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
4
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma gestação rara
5
Broken Mary
Reportagem local
Nasce (e cresce) nos EUA a inspiradora devoção a “Nossa Senhora D...
6
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
7
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia