Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 19 Janeiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

A ciência pode explicar os milagres de Lourdes?

Dr Alessandro de Franciscis - Comissão médica de Lourdes

© VINCENT/Sanctuaire / Lourdes/CIRIC

Dr Alessandro de Franciscis - Comissão médica de Lourdes

Aleteia Vaticano - publicado em 11/02/15

Para que uma cura seja reconhecida posteriormente como milagre, é necessário que a medicina verifique os seguintes aspectos: o diagnóstico deve ser certo; a possibilidade de cura, nula; não pode ter sido administrado medicamento algum; não deve haver sequelas nem convalescença; a cura deve ser definitiva.

Sem conhecer os padrões usados em Roma para as causas dos santos, os médicos Dozous e Vergez os aplicaram de forma intuitiva aos casos que eles analisaram. Mas desde então, a medicina mudou muito.

Estes critérios apresentam dúvidas hoje, ainda que sejam uma proteção contra o risco de uma inflação de milagres. Um investigador já não pode dizer que uma cura é inexplicável para sempre. Só pode dizer que são inexplicáveis no momento atual da pesquisa científica.

Hoje, de fato, vários destes critérios apresentam objeções. Como posso ter certeza do diagnóstico, se a pessoa foi curada? Os exames foram feitos de forma correta? Hoje já não podemos continuar dizendo que uma cura é impossível; dizemos que o prognóstico é pouco favorável e que isso torna a cura altamente improvável, segundo as estatísticas. Acima de tudo, seja qual for a doença, tentamos curá-la. E a Igreja sempre incentivou o uso da medicina.

Os demais critérios continuam sendo válidos, mas atualmente, para o reconhecimento de um possível milagre, é preciso cumprir cada um dos critérios. Por isso, não é de surpreender que os milagres reconhecidos sejam escassos. Não é porque a fé mudou, mas porque a cultura mudou: a ciência antes era afirmativa, enquanto a pesquisa agora é um perpétuo questionamento.

Um pesquisador hoje, seja qual for o seu campo, nunca dirá que um fenômeno não pode ser explicado; ele dirá que não tem a chave, mas que está em busca dela: ele é pago para isso.

Certos males que antes eram incuráveis hoje já não o são; por isso, antes de que existisse o atual tratamento, sua cura poderia ser considerada um milagre.

Depois de um século e meio, as teorias que pretenderam explicar as curas de Lourdes não refletem a realidade. Os médicos de hoje sabem que não conhecem tudo: Lourdes lhes interessa.

É interessante que, depois de 150 anos, continuemos ouvindo as mesmas explicações falsas: que a água de Lourdes deve ter propriedades terapêuticas, quando um grande número de curas não tem nada a ver com ela; que o fervor explicaria as curas, quando os que se curam não são os mais fervorosos. E o que dizer do fervor de uma criança de dois anos, como Justin Bouhort, ou de uma de três anos, como Francis Pascal?

Uma pessoa honesta reconhece que nunca terá todas as respostas. Os cristãos veem nestas curas inexplicáveis sinais da ressurreição e se alegram quando constatam que a medicina cura novas doenças.

  • 1
  • 2
Tags:
CiênciaLourdesMilagreReligião
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia