Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 02 Agosto |
Santo Eusébio de Vercelli
home iconReligião
line break icon

Papa nomeia 20 novos cardeais para a Igreja das periferias

© Sabrina Fusco / ALETEIA

Agências de Notícias - publicado em 15/02/15

Quase todos os escolhidos são bispos humildes e simples, que dedicaram suas vidas aos imigrantes, aos pobres, ou trabalhando em cidades assoladas pela violência, pobreza e conflitos

O papa Francisco nomeou neste sábado 20 novos cardeais procedentes dos cinco continentes, muitos deles bastante envolvidos com questões sociais, confirmando o desejo do pontífice de criar uma Igreja menos eurocentrista.

"Que o povo de Deus veja sempre em nós a firme denúncia da injustiça e o serviço alegre da verdade", disse o papa aos novos cardeais, durante a cerimônia solene na basílica de São Pedro no Vaticano.

Aos 20 novos purpurados, entre eles cinco latino-americanos provenientes de Panamá, México, Uruguai, Colômbia e Argentina, além de um espanhol, o papa instou a não aceitar "injustiças".

Os novos "príncipes da Igreja" receberam o barrete vermelho, assim como o título e o anel cardinalício das mãos do papa argentino e na presença do papa emérito Bento XVI, que usava uma batina branca, prerrogativa dos pontífices.

Assim como ocorreu há um ano, durante a cerimônia de investidura dos primeiros purpurados do pontificado de seu sucessor, Bento XVI estava na primeira fila.

Apesar da solenidade do ato e do lugar, Francisco lembrou aos novos cardeais que "o cardinalato não é uma distinção honorífica" "nem um acessório" ou condecoração" mas "um ponto de apoio e um eixo para a vida da comunidade".

Em seu breve discurso, o papa traçou o perfil do purpurado de seu pontificado: um religioso que conhece "a magnanimidade", que "ama o que é grande, sem descuidar do que é pequeno", que conhece "a benevolência", que vive "na caridade" e "descentrado de si mesmo", explicou.

"Quem está centrado em si mesmo busca inevitavelmente seu próprio interesse e acredita que isso é normal, quase um dever", alertou Francisco, que os convidou a deixar de lado, acima de tudo, qualquer injustiça.

"Nem mesmo a que poderia ser benéfica para ele ou para a Igreja", recalcou.

"Tampouco as dignidades eclesiásticas estamos imunes à tentação da inveja e o orgulho", agregou.

Pela segunda vez desde que foi eleito pontífice, em março de 2013 Francisco decidiu premiar com o título cardinalício representantes de países pobres e subdesenvolvidos. São 18 nações, seis das quais nunca haviam contado com um cardeal: Cabo Verde, Tonga, Birmânia, Moçambique, Nova Zelândia e Panamá, com José Luis Lacunza, bispo de David, o primeiro da história do país.

– Bispos humildes e simples –

Quase todos os escolhidos são bispos humildes e simples, que dedicaram suas vidas aos imigrantes, aos pobres, ou trabalhando em cidades assoladas pela violência, pobreza e conflitos.

Dos quinze novos cardeais com direito a voto, apenas um trabalha na Cúria Romana (o prefeito da Assinatura Apostólica, tribunal para conflitos jurídicos), enquanto três vêm na Ásia, três da América Latina, dois da Oceania e mais dois da África.

A esses purpurados que trabalham em contato permanente com as pessoas, o papa argentino reconheceu que "não lhes faltam ocasiões para se enojarem", disse.

"A caridade e somente ela, nos livra do perigo de reagir impulsivamente (…) do perigo mortal da ira acumulada", garantiu.

Os 20 novos membros do Colégio Cardinalício representam também a diversidade da Igreja católica e deverão levar suas experiências ao Vaticano.

Os bispos de Tonga, Birmânia, Cabo Verde, Adis Abeba (Etiópia), Bangcoc (Tailândia), Hanói (Vietnã), da ilha italiana de Lampedusa , de Morélia (México) e David (Panamá), viram eixos da igreja "pobre e para os pobres", como quer o papa.

O papa ignorou os bispos de grandes arquidioceses europeias como Veneza e Turim, que contam com cardeais por tradição, e escolheu prelados de regiões esquecidas, como o italiano Francesco Montenegro, de Agrigento, na Sicília, testemunha da dor dos centenas de imigrantes que arriscam a vida no Mediterrâneo ao tentar entrar na Itália.

Dois dos latino-americanos correspondem ao perfil de purpurado para as periferias: o arcebispo panamenho José Luis Lacunza Maestrojuán, que trabalha com a proteção dos interesses dos povos indígenas, enquanto o mexicano Alberto Suárez Inda vive em um lugar marcado pela violência dos cartéis de droga.

A cerimônia, que durou cerca de duas horas, foi assistida por 160 purpurados e delegações de todo o mundo, entre elas do Panamá, presidida por Juan Carlos Varela, de Tonga, com seu rei, Tupu VI, e Espanha, com vários ministros.

(AFP)

Tags:
IgrejaPapa Francisco
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
4
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia