Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 02 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Francesa é sequestrada no Iêmen; EUA acusam Irã de contribuir para queda do governo

<p>Simpatizantes do presidente Hadi tomam as ruas do Iêmen do Sul</p>

AFP - publicado em 25/02/15

A francesa Isabelle Prime, de 30 anos, foi sequestrada nesta terça-feira no Iêmen, onde o presidente tenta recuperar o poder após uma rebelião xiita que, segundo o secretário de Estado americano, John Kerry, foi apoiada pelo Irã.

Funcionária da consultoria Ayala Consulting, Isabelle foi sequestrada hoje de manhã no centro de Sanaa por homens armados não identificados.

A francesa seguia de carro para o trabalho, junto com uma acompanhante iemenita, quando o veículo foi parado por homens vestidos de policiais. As duas foram levadas para um local desconhecido.

"Pedimos sua libertação o quanto antes. Estamos tentando localizá-la", declarou o presidente francês, François Hollande.

O centro de crise do Ministério francês das Relações Exteriores está em contato com a família, e "todos os nossos serviços estão mobilizados para obter a rápida libertação da nossa compatriota", acrescentou o comunicado.

"Diante da degradação das condições de segurança no Iêmen", a Chancelaria reiterou com insistência a recomendação feita aos cidadãos franceses, há duas semanas, para que deixem esse país rapidamente. No início de fevereiro, a França e outros países ocidentais fecharam suas embaixadas no país.

Atualmente, a capital do Iêmen é controlada pela milícia xiita dos huthis, que expulsaram do poder o presidente Abd Rabbo Mansur Hadi.

Depois de fugir de Sanaa no sábado passado, onde estava em prisão domiciliar, Hadi declarou em Aden que mantém suas funções e classificou de nulas e ilegítimas todas as decisões tomadas pela milícia. Aden é a antiga capital do Iêmen do Sul.

Reagindo às suas declarações, os huthis, que depuseram-no em janeiro e negam qualquer legitimidade de seu governo, convocaram os países estrangeiros a não negociar com Hadi. A milícia afirma que ele será processado pela Justiça iemenita.

O primeiro-ministro Khalid Bahah permanece em prisão domiciliar em Sanaa, juntamente com outros ministros e funcionários.

Em audiência hoje no Senado dos EUA, o secretário de Estado John Kerry denunciou que o apoio de Teerã aos rebeldes xiitas foi "crucial" para que tomassem o poder, ainda que, agora, os líderes iranianos "desejem um diálogo nacional".

Kerry se reuniu duas vezes com seu colega iraniano em Genebra, na segunda e na terça-feira, para tratar principalmente do programa nuclear de Teerã. O secretário admitiu ter abordado "brevemente" outros assuntos.

‘Foi tudo muito rápido’

O presidente da Ayala Consulting, Francisco Ayala, contou que "Isabelle era a última" dos expatriados da empresa ainda no Iêmen. A francesa partiria "em alguns dias", completou.

A primeira informação de que ela trabalharia para o Banco Mundial foi esclarecida pela instituição.

"As duas trabalham para uma consultoria contratada pelo Social Welfare Fund, que desenvolve um projeto financiado pelo Banco Mundial", informou a organização, que fica em Washington.

De acordo com Francisco Ayala, "tudo aconteceu muito rápido".

"Dois carros pararam o nosso. Eles estavam vestidos de policiais", descreveu.

O motorista foi libertado e, em seguida, alertou as autoridades. Segundo Ayala, ele disse que os sequestradores também quiseram libertar a acompanhante de Isabelle, mas que ela se recusou a ir embora, preferindo ficar ao lado da francesa.

"Há contatos. Não estamos a par. O Ministério do Interior (iemenita) está se ocupando disso. Estamos esperando", acrescentou.

Na página da Ayala Consulting, Isabelle Prime aparece como consultora especializada em Desenvolvimento Sustentável e em Comunicação. Ela já passou por Jordânia e França, onde trabalhou nos setores de Telecomunicações e de Saneamento Básico e Recursos Hídricos.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia