Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 18 Janeiro |
home iconAtualidade
line break icon

ONG denuncia uso de 'bombas de barril' contra civis na Síria

<p>Homem carrega menina ferida após ataque com bombas de barril em Aleppo, Síria, em 3 de junho de 2014</p>

AFP - publicado em 25/02/15

O governo sírio realizou no último ano centenas de ataques aéreos sem controle, utilizando, inclusive, "bombas de barril", que consistem em barris cheios de explosivos, violando resoluções da ONU, afirmou nesta terça feira a ONG Human Rights Watch (HRW).

A organização de defesa dos direitos humanos pediu que o Conselho de Segurança das Nações Unidas imponha a Damasco um embargo de armas para evitar que continue esta campanha de bombardeios "que instauram o terror na população civil, com inúmeras vítimas fatais e deslocamentos".

Também sugeriu decretar sanções contra os responsáveis e levar diante do Tribunal Penal Internacional as denúncias pelos crimes ocorridos na Síria.

Nadim Houry, vice-diretor da HRW para o Oriente Médio, afirmou ainda que é necessário "aumentar a pressão sobre a Rússia e a China para que ambos países parem de impedir uma ação internacional destinada a interromper os crimes do governo sírio".

No comunicado a HRW reconta as centenas de ataques nas regiões de Aleppo (norte) e Daraa (sul) que vem deixando milhares de mortos e feridos civis, baseando-se em depoimentos, fotos e vídeos aéreos.

Segundo a HRW, os ataques impactaram 450 lugares nas localidades nas mãos da oposição armada. Uma parte dos danos foi ocasionado pelo uso das "bombas de barril", recheadas de explosivos e estilhaços.

Os vídeos na internet mostram também um tipo de helicóptero, que só as forças armadas do regime sírio possuem, lançando os barris de explosivos em zonas residenciais de Aleppo, de Daraa e de Dael (sul).

O comunicado informa igualmente que houve bombardeios contra hospitais em imediações de Aleppo em abril de 2013 e na região de Daraa em julho de 2013, e afirma que às vezes as escolas também são alvos de "bombas de barril".

O Conselho de Segurança denunciou em duas resoluções, em fevereiro e julho de 2014, a utilização de "bombas de barril" contra civis na Síria que "instauram o terror na população civil, com inúmeras vítimas fatais e deslocamentos".

Desde março de 2011 a Síria está envolvida em um conflito que estima-se ter causado a morte de mais de 210.00 pessoas e milhões de refugiados.

Nos últimos meses, distintos grupos armados aproveitaram o caos provocado pela guerra na Síria para ganhar protagonismo no país, entre eles, a organização jihadista Estado Islâmico.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia