Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 24 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa Francisco e 5 “causos” sobre os idosos

Pope Francis greets an elderly woman as he arrives in Madhu – AFP – pt

© ALESSANDRA TARANTINO / POOL / AFP

Pope Francis greets an elderly woman as he arrives in Madhu on January 14, 2015. Pope Francis urged respect for human rights as he began a two-nation Asia tour in a windswept Sri Lanka on January 13, bearing a message of peace and reconciliation after a decades-long civil war. AFP PHOTO / POOL / ALESSANDRA TARANTINO

Aleteia Brasil - publicado em 27/02/15

"Os anciãos são o futuro dos povos, porque são a sua memória"

1 – Idosos e jovens: o encontro de gerações é decisivo para a sociedade

O Evangelho do dia 28 de dezembro de 2014, primeiro domingo após o Natal, falava do momento em que Nossa Senhora e São José vão ao templo de Jerusalém, quarenta dias depois do nascimento de Jesus, e os idosos Simeão e Ana reconhecem naquele pequeno Menino o Salvador. No ângelus, o papa Francisco declarou a respeito do encontro ocasionado por Jesus entre o jovem casal Maria e José e os dois idosos: “É um momento simples, mas rico de profecia. Jesus é Aquele que aproxima as gerações. É a fonte daquele amor que une as famílias e as pessoas, vencendo toda desconfiança, todo isolamento e toda distância. O bom relacionamento entre os jovens e os idosos é decisivo para o caminho da comunidade civil e eclesial”. Em seguida, o papa pediu aos fiéis uma salva de palmas para os anciãos do mundo inteiro!

2 – A nossa época descarta os idosos porque os considera "incômodos"

Na homilia do dia 19 de novembro de 2013, o papa Francisco denunciou: “Vivemos uma época em que os idosos não contam. É triste dizer isto, mas eles são descartados! Porque incomodam. Os idosos são aqueles que nos trazem a história, que nos trazem a doutrina, que nos trazem a fé como herança. São aqueles que, como o bom vinho envelhecido, têm aquela força dentro de si para nos dar uma herança nobre”.

Então o papa contou uma história sobre uma família: pai, mãe, filhos e um avô que, ao tomar a sopa, lambuzava o rosto. O pai, incomodado, comprou uma mesinha à parte para o avô. Dias depois, encontrou um dos filhos brincando com um pedaço de madeira e perguntou o que ele estava fazendo. "Estou fazendo uma mesinha para o senhor, para quando o senhor ficar velhinho como o vovô!".

“Esta história fez-me tão bem durante toda a vida. Os avós são um tesouro”, disse Francisco. "É verdade que a velhice, às vezes, é um pouco triste, pelas doenças que surgem, mas a sabedoria dos nossos avós é a herança que nós devemos receber. Um povo que não conserva os avós, um povo que não respeita os avós, não tem futuro, porque não tem memória; perdeu a memória”.

3 – Bento XVI no Vaticano: para Francisco, é "como ter um avô sábio em casa"!

Pouco tempo depois de ser eleito papa, Francisco foi perguntado pelos jornalistas sobre a experiência peculiar de ter um papa emérito, Bento XVI, dentro do Vaticano. O papa Francisco respondeu: “É como ter um avô em casa, mas um avô sábio! Quando o avô está em casa, em uma família, ele é venerado, querido, escutado. Para mim, é como ter o avô em casa. Se eu tivesse uma dificuldade ou algo que não entendesse, falaria com ele: ‘Diga-me, posso fazer isso?’”.

4 – Uma Jornada Mundial da Juventude muito ligada aos avós

Durante a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro, o papa Francisco se dirigiu aos peregrinos durante o ângelus do dia 26 de julho de 2013, na sede do arcebispado, falando de São Joaquim e Santa Ana, os pais de Nossa Senhora: “São Joaquim e Santa Ana fazem parte de uma longa corrente que transmitiu o amor a Deus, no calor da família, até Maria, que acolheu em seu seio o Filho de Deus e o ofereceu ao mundo, ofereceu-o a nós. Vemos aqui o valor precioso da família como lugar privilegiado para transmitir a fé! Como os avós são importantes na vida da família, para comunicar o patrimônio de humanidade e de fé que é essencial para qualquer sociedade! E como é importante o encontro e o diálogo entre as gerações, principalmente dentro da família!”.

Citando o Documento de Aparecida, ele disse: "Crianças e anciãos constroem o futuro dos povos; as crianças porque levarão adiante a história, os anciãos porque transmitem a experiência e a sabedoria de suas vidas. Esta relação, este diálogo entre as gerações, é um tesouro que deve ser conservado e alimentado! Nesta Jornada Mundial da Juventude, os jovens querem saudar os avós. Eles saúdam os seus avós com muito carinho e lhes agradecem pelo testemunho de sabedoria que eles nos oferecem continuamente!”.

5 – A beleza de se deixar acariciar pelo avô e pela avó!

Para o papa Francisco, as pessoas idosas são um pilar fundamental da vida familiar: "Elas são o futuro dos povos, porque são a sua memória". Francisco faz questão de destacar o quanto os avós impactam positivamente a vida dos familiares, como no dia 28 de setembro de 2014, em que afirmou: “Uma das coisas mais bonitas da vida da família, da nossa vida, é acariciar uma criança e deixar-se acariciar por um avô ou por uma avó”.

Tags:
FamíliaIdososPapa FranciscoTestemunhoValores
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia