Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 15 Abril |
São Damião Veuster
home iconAtualidade
line break icon

Obama e Netanyahu deixam expostas diferenças sobre negociações com Irã

<p>O presidente Barack Obama durante coletiva de imprensa depois do discurso do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, em Washington, no dia 3 de fevereiro de 2015</p>

AFP - publicado em 04/03/15

Os líderes máximos de EUA e Israel protagonizaram nesta terça-feira um grande choque diplomático a respeito das negociações sobre o programa nuclear iraniano, depois que Benjamin Netanyahu assegurou que as conversas em andamento permitirão a Teerã desenvolver armas nucleares.

Sem omitir sua irritação com o emotivo discurso de Netanyahu no Congresso americano, o presidente Barack Obama afirmou que o líder israelense não trouxe à mesa nenhuma ideia nova e sequer apresentou qualquer "alternativa viável" para resolver a questão.

O discurso de Netanyahu atacando furiosamente o acordo negociado pelo chamado grupo 5+1 (Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, China e Rússia, mais a Alemanha) com o Irã foi pronunciado quando o secretário de Estado americano, John Kerry, se reunia com seu colega iraniano, na Suíça.

O Partido Republicano, que controla as duas câmaras do Congresso, convidou Netanyahu a fazer este discurso sem consultar a Casa Branca ou o Departamento de Estado, um gesto que motivou um visível mal-estar no governo.

Fratura exposta

Em seu discurso, Netanyahu assegurou que o acordo negociado com o Irã pelos países ocidentais é "muito ruim".

"Meus amigos: por mais de um ano nos disseram que a falta de um acordo era melhor do que um acordo ruim. É um acordo muito ruim. Ficaremos melhor sem ele", disse o líder israelense.

"Este acordo não impedirá que o Irã desenvolva armas nucleares", afirmou Netanyahu, garantindo que as negociações não bloquearão o avanço iraniano para uma bomba atômica e sustentando, ao contrário, que o acordo deixaria Teerã com um "vasto" programa nuclear em andamento.

O acordo negociado pelos países ocidentais "não bloqueará o caminho do Irã para a bomba. Na verdade, abrirá o caminho do Irã para a bomba".

Netanyahu também fez uma rápida menção aos atentados praticados em Buenos Aires contra a embaixada de Israel e uma associação judaica argentina: "o Irã explodiu um centro comunitário judaico e nossa embaixada", afirmou.

Perto do fim de seu discurso, Netanyahu fez uma observação claramente ameaçadora: "posso garantir-lhes que os dias em que os judeus permaneciam passivos diante de inimigos genocidas terminaram".

Pouco depois, Obama disse que não tinha acompanhado o discurso de Netanyahu no Congresso, pois participava de uma videoconferência com líderes europeus sobre a Ucrânia, mas deixou claro que não estava satisfeito com seu conteúdo.

"Não estou preocupado com a política de tudo isso, nem com o teatro. Mas pelo que tenho visto, não há nada novo. A questão central é como impedir que o Irã obtenha armas nucleares (…), o primeiro-ministro não deu nenhuma alternativa viável", comentou Obama.

Além disso, destacou, "ainda não temos um acordo (com o Irã). Mas se tivermos sucesso, então de fato teremos o melhor acordo possível para evitar que o Irã obtenha essas armas".

Em Teerã, o governo iraniano denunciou "as contínuas mentiras" proferidas pelo premiê israelense.

Em um comunicado, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Marzieh Afkham, denunciou que Netanyahu diz "mentiras contínuas" sobre os objetivos e as intenções por trás do programa nuclear iraniano.

O discurso de Netanyahu "é um sinal de fragilidade e de isolamento extremo dos radicais, inclusive entre aqueles que apoiam" Israel, disse a funcionária.

Para a porta-voz, os inimigos de Teerã, "enfrentam sérios problemas com o avanço das negociações e a determinarão do Irã de superar a crise".

Dor de cabeça

A presença de Netanyahu em uma reunião conjunta bicameral, a convite de líderes da oposição, foi uma enorme dor de cabeça para o governo Obama, que a todo momento fez questão de marcar distância.

Cinquenta senadores do Partido Democrata decidiram não participar da reunião plenária, embora seus assentos tenham sido ocupados por convidados para dar a impressão de que o recinto estava lotado.

Netanyahu também foi acusado de usar o Congresso como plataforma eleitoral, duas semanas antes das eleições israelenses, que representam uma ameaça clara ao seu governo de coalizão.

Depois dos discursos, o deputado democrata Peter Welch declarou no Twitter que "ninguém causou mais danos à relação entre EUA e Israel do que Netanyahu" e que, com seu discurso, o líder israelense "tomou a decisão de boicotar as delicadas negociações sobre o programa nuclear iraniano".

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
3
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
4
Frei Jorge e o cãozinho frei Carmelito
Francisco Vêneto
Humanizar os animais não é amá-los, pois desrespeita sua natureza...
5
São José e a Sagrada Família
Reportagem local
Oração a São José para nos guiar “no caminho da vida”
6
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
7
CHORA KOBIETA
Reportagem local
9 armas espirituais para utilizarmos na pandemia
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia