Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 29 Novembro |
São Saturnino de Cartago 
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Indignação na Austrália com tratamento da Indonésia a condenados à morte

<p>Manifestantes protestam na entrada da prisão da ilha de Nusakambang, na Indonésia, em 6 de março de 2015</p>

AFP - publicado em 06/03/15

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, denunciou nesta sexta-feira o tratamento dado a dois compatriotas condenados à pena de morte na Indonésia, após a divulgação de fotos que mostram os policiais da escolta ao lado dos réus com um sorriso.

"Considero que (as imagens) são inconvenientes e mostram uma falta de respeito e de dignidade. Manifestamos nossa indignação ao embaixador indonésio aqui em Canberra", declarou Abbott.

Andrew Chan e Myuran Sukumaran, condenados à pena capital em 2006 por comandarem uma rede de tráfico de heroína entre Indonésia e Austrália, foram transferidos na quarta-feira para a ilha de Nusakambangan, o que significa que a execução é iminente.

Os dois australianos estão entre os 10 condenados à morte que serão fuzilados em breve, um grupo que inclui réus do Brasil, França, Filipinas, Nigéria e Gana.

A Austrália, que afirma estar consternada com o procedimento de segurança e indignada pelas fotos feitas no avião que transportava os prisioneiros, tentou como última medida uma troca de prisioneiros com a Indonésia, mas Jacarta rejeitou a proposta.

Uma vez em Nusakambangan os condenados devem ser notificados da execução em um prazo de 72 horas, mas as autoridades indonésias informaram que as execuções não acontecerão esta semana.

Assim como a Austrália, Brasil e França intensificaram a pressão sobre Jacarta. Paris convocou o embaixador da Indonésia na França em 17 de fevereiro e a presidente Dilma Rousseff não recebeu as credenciais do embaixador indonésio.

O brasileiro Rodrigo Gularte, de 42 anos, condenado à morte por entrar no país com seis quilos de cocaína escondidos em pranchas de surf, está preso na Indonésia desde 2004 e sua família tenta provar às autoridades que sofre de esquizofrenia para evitar o fuzilamento, com a transferência para um centro psiquiátrico.

No dia 18 de janeiro, a Indonésia executou o brasileiro Marco Archer Cardoso Moreira, um holandês, um vietnamita, um malauiano e um nigeriano. As primeiras execuções no país desde 2013 provocaram uma onda de indignação internacional.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia