Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 20 Janeiro |
São Sebastião
home iconAtualidade
line break icon

Obama declara Venezuela 'ameaça' à segurança e adota sanções

<p>O presidente americano, Barack Obama</p>

AFP - publicado em 10/03/15

O presidente americano, Barack Obama, implementou nesta segunda-feira sanções contra funcionários do governo venezuelano, qualificando a situação no país sul-americano de uma "ameaça à segurança nacional" dos Estados Unidos.

Caracas respondeu chamado para consultas seu encarregado de negócios nos Estados Unidos, seu principal representante em Washington.

"Chamamos imediatamente para consultas Maximilien Arveláiz, encarregado de negócios nos Estados Unidos", escreveu a chanceler Delcy Rodríguez em sua conta no Twitter.

Obama proibiu a entrada nos Estados Unidos e decretou o congelamento de bens e contas bancárias de sete funcionários e ex-funcionários de organizações policiais, militares e judiciais, inclusive o chefe de inteligência, Gustavo González.

A lista também inclui a promotora Katherine Haringhton e o diretor da polícia nacional, Manuel Pérez.

"Estamos profundamente preocupados com os esforços do governo da Venezuela de intensificar a intimidação contra seus opositores", destacou a Casa Branca, ao divulgar a ordem executiva.

Segundo a porta-voz do Departamento de Estado, Jen Psaki, os sete sancionados são apenas uma primeira parte dos afetados pelo decreto.

Com estas ações, Obama está implementando as sanções aprovadas pelo Congresso americano no ano passado e que o próprio presidente, apesar de sua reticência inicial, sancionou em dezembro.

A Casa Branca busca tomar medidas contra funcionários que – a seu ver – participaram da repressão contra manifestações antigovernamentais que deixaram 43 mortos em 2014 na Venezuela, atos de corrupção, ataques à liberdade de expressão e "à perseguição de adversários políticos".

Mas, segundo um funcionário americano, as medidas não terão nenhum "efeito direto" sobre o setor petroleiro da Venezuela, o primeiro produtor sul-americano de petróleo e o país com as maiores reservas petrolíferas do mundo.

"Em termos do impacto que poderão ter no setor de energia ou na indústria petroleira, não há um efeito direto destas sanções", disse o alto funcionário do Departamento do Tesouro, que pediu para ter sua identidade preservada.

No entanto, a linguagem do decreto, baseado em uma lei de Emergência Econômica Internacional, que autoriza o presidente a impor sanções econômicas, ganha um tom elevado para descrever a situação venezuelana na visão da Casa Branca.

"Eu, Barack Obama, (…) considero que a situação na Venezuela (…) constitui uma ameaça extraordinária e incomum à segurança nacional e à política externa dos Estados Unidos", indica o decreto.

"Por isso, declaro emergência nacional para enfrentar esta ameaça", acrescenta.

Deterioração dos laços

As medidas se inscrevem na rápida deterioração das relações entre Estados Unidos e Venezuela, que carecem de embaixadores desde 2010 e protagonizaram sonoros enfrentamentos diplomáticos desde a chegada ao poder do falecido presidente venezuelano Hugo Chávez (1999-2013).

Em fevereiro, o Departamento de Estado autorizou restrições de vistos contra uns cinquenta funcionários venezuelanos, cujos nomes não divulgou.

O presidente Nicolás Maduro, que defende o "socialismo do século XXI", implementado por Chávez, denunciou as sanções contra funcionários venezuelanos como uma tentativa de desestabilizar o governo.

Em particular, acusa os Estados Unidos – o principal comprador de petróleo venezuelano – de se envolver em supostas conspirações e planos golpistas e de assassinato contra seu governo.

Maduro anunciou em 28 de fevereiro a redução do número de diplomatas americanos de sua embaixada em Caracas, a exigência de vistos para turistas e a proibição de entrada ao país de um grupo de líderes políticos e legisladores americanos.

Nos últimos dias, o prefeito metropolitano de Caracas, o opositor Antonio Ledezma, foi detido e acusado de promover um golpe de Estado.

A esse respeito, Washington reiterou nesta segunda-feira o apelo para que Maduro liberte Ledezma, assim como os líderes oposicionistas Leopoldo López e Daniel Ceballos, destacando que "os problemas da Venezuela não se resolvem através da criminalização do dissenso".

Em Miami, organizações de venezuelanos comemoraram as sanções, mas pediram que Washington amplie a lista para incluir outros membros do governo de Maduro.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pope Audience Wednesday
Vatican News
A importância de ir à Missa aos domingo, segundo o Papa Francisco
2
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
3
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias dos EUA
4
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo com o Padre Pio
5
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
6
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
7
BLESSED CHILD
Philip Kosloski
Cubra seus filhos com a proteção de Deus através desta oração bíb...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia