Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 16 Outubro |
Santa Margarida Maria Alacoque
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Elton John lidera boicote contra a Dolce & Gabanna porque a grife defendeu a família tradicional

AP

John Burger - publicado em 18/03/15

O cantor declara que os "valores da família" são voláteis como a moda

Os estilistas que fundaram a empresa de moda italiana Dolce & Gabbana estão sendo atacados porque se pronunciaram em defesa dos valores tradicionais da família. O cantor pop britânico Elton John, que é gay, está liderando um boicote aos produtos da marca.

Embora Domenico Dolce e Stefano Gabbana tenham mantido uma relação homossexual estável durante 23 anos, eles deram uma entrevista ao semanário italiano “Panorama” em que se manifestaram contra a adoção de crianças por parceiros do mesmo sexo, afirmando que as crianças precisam ser criadas por uma mãe e por um pai.

“Nós nos opomos à adoção gay. A única família é a tradicional”, disseram.

A procriação "deve ser um ato de amor", declarou Dolce: "Você nasce de uma mãe e de um pai. Ou pelo menos é assim que deveria ser… Eu chamo os filhos da química de ‘crianças sintéticas’. Útero alugado, sêmen escolhido num catálogo…".

Gabbana completou: "A família não é uma moda passageira. Ela envolve um sentido sobrenatural de pertença".

Elton John, que tem dois filhos concebidos através de fertilização in vitro, se ofendeu e comparou os pontos de vista dos estilistas à volatilidade das modas.

"Como vocês se atrevem a se referir aos meus filhos lindos como ‘sintéticos’?”, indagou ele, via redes sociais."E que vergonha que vocês apontem seus dedinhos julgadores contra a fertilização in vitro, um milagre que permitiu que legiões de pessoas amorosas, tanto hetero quanto homossexuais, realizassem o sonho de ter filhos".

O cantor britânico, que "se casou" em dezembro passado com David Furnish, seu parceiro civil de longa data, acrescentou: "Seu pensamento arcaico está fora de sintonia com os tempos, assim como a sua moda. Eu nunca mais vou vestir Dolce & Gabbana".

Gabbana respondeu online: "É simplesmente arrogante não tolerar quem não pensa como ele! Coitado! Vivemos em um país democrático e respeitamos as ideias dos outros".

Aparentemente, porém, muita gente do mundo do entretenimento ficou do lado de Elton John. O também cantor Ricky Martin, que tem dois filhos gêmeos, tuitou: "Suas vozes são poderosas demais para espalhar tanto ódio. Acordem, é 2015". E Courtney Love, também no Twitter, postou: "Acabo de juntar todas as minhas peças Dolce & Gabbana, quero queimá-las (…) Boicote ao fanatismo sem sentido!".

O jornal inglês “The Telegraph” jogou um pouco mais de lenha na fogueira: “Apesar das opiniões sobre as crianças ‘sintéticas’, Gabbana revelou, em 2006, que ele mesmo tinha pedido a uma amiga para ser a mãe de aluguel do seu filho”.

O estilista, na época, havia dito a um jornal italiano: “Quero meu próprio filho, um filho biológico, gerado por inseminação artificial”. A amiga em questão, que era 12 anos mais jovem que ele, tinha achado que “era uma grande ideia”. Os comentários foram feitos no ano seguinte à separação de Dolce, quando Gabbana estava em um novo relacionamento.

Mas o milionário declarou que não queria que o filho tivesse dois pais gays: “Eu sou contra a ideia de uma criança crescer com dois pais gays. A criança precisa de uma mãe e de um pai. Eu não poderia imaginar a minha infância sem a minha mãe. E também acredito que é cruel tirar um bebê da mãe dele”.

Os dois estilistas emitiram uma declaração neste domingo esclarecendo que os seus comentários não tinham a intenção de julgar as escolhas feitas por outros. “Nunca foi nossa intenção julgar as escolhas das outras pessoas. Nós acreditamos na liberdade e no amor”.

Tags:
FamíliaFilhoshomossexuais
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
2
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
3
Restauração da imagem de Aparecida por Maria Helena Chartuni
A12
Arrebentada em 200 pedaços: a impactante experiência da restaurad...
4
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
5
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
6
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
7
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia