Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 28 Julho |
São Botvido
home iconAtualidade
line break icon

As múltiplas hipóteses para explicar o acidente da Germanwings

<p>(Arquivo) Um AirBus A320, da Germanwings, filial de baixo custo da Lufthansa, no dia 2 de setembro de 2014, em Milão. O avião caiu nos Alpes franceses, no dia 24 de março de 2015, matando 150 pessoas</p>

AFP - publicado em 25/03/15

Pane técnica, erro de pilotagem, ato terrorista: todas as hipóteses estão sendo consideradas para explicar o acidente com o Airbus A320 da Germanwings que caiu nesta terça-feira, no sudoeste da França, matando 150 pessoas.

Pedido de socorro

"O piloto não emitiu um pedido de socorro (mayday). É o controle aéreo que decide declarar uma situação de emergência, caso haja a perda de contato com a tripulação e o avião", segundo a Direção Geral da Aviação Civil francesa. "Foi a conjunção da perda de contato por rádio com a direção descendente que levou o controle aéreo a declarar a emergência, às 9h30 GMT (10h30 local)".

"Não é surpresa que ele (o piloto) não tenha feito o ‘mayday’. É a última coisa que se faz em um procedimento de emergência. A prioridade é controlar a trajetória do avião", explicou o comandante de uma grande companhia aérea.

As principais hipóteses

"Neste momento, nenhuma hipótese pode ser descartada", afirmou o primeiro-ministro francês, Manuel Valls.

Apenas a recuperação das caixas-pretas e um trabalho minucioso de análise dos destroços e dos corpos permitirão determinar o cenário do acidente.

"Pode ter sido um problema técnico, um problema não técnico, ou uma reação inadequada da tripulação diante de uma situação difícil, como no voo AF447" da AirFrance entre Rio e Paris, que caiu no Atlântico, resumiu um especialista em Aeronáutica.

Rara possibilidade de atentado

"Uma cena apocalíptica", declarou o deputado Christophe Castaner, que sobrevoou o local do acidente de helicóptero ao lado do ministro do Interior, Bernard Cazeneuve. "Não sobrou nada além de destroços e corpos (…) mas a pista terrorista não é privilegiada".

Se os destroços estão concentrados em uma zona limitada, fica altamente improvável que o incidente tenha sido provocado por um atentado com explosivos.

"Quando um avião explode em pleno voo, os destroços são espalhados por um raio de vários quilômetros, como ocorreu com o avião da Malaysia (Airlines) na Ucrânia", acrescentou um especialista.

Não se descarta um desvio de rota do avião que teria levado ao acidente.

"Neste momento, consideramos que se trata de um acidente, e qualquer outra coisa não passa de especulação", afirmou Heike Birlenbach, vice-presidente da Lufthansa, matriz da Germanwings.

O que diz a trajetória do avião

"Um avião que desce diante de um relevo não reflete um comportamento normal de um piloto profissional. Isto traduz, provavelmente, uma incapacidade dos pilotos de controlar a trajetória", comentou um comandante que já sobrevoou dezenas de vezes a zona do acidente.

O comandante acrescenta que o avião não caiu em picado, descendo 3 mil pés por minuto, segundo as primeiras informações. "Isto não parece, portanto, uma descida de emergência", completou.

"Os pilotos podem ter enfrentado um incêndio com emanação de fumaça tóxica na cabine, o que os levaria a assistir impotentes à descida do aparelho", disse sobre a presença de baterias de lítio muito inflamáveis.

A idade do avião

Não é a idade do avião que determina seu grau de confiabilidade e de segurança. Alguns aparelhos da Segunda Guerra Mundial são tão confiáveis quanto aviões de última geração. Tudo depende da manutenção.

Os aviões de companhias sérias são revisados regularmente e inspecionados pelos pilotos antes de cada voo, além de cumprir um calendário preciso de manutenção determinado pelos fabricantes.

O Airbus da Germanwings, entregue em 1991 à Lufthansa, passou por uma minuciosa revisão no verão de 2013, anunciou um diretor da companhia, Thomas Winkelmann.

"Mas não se pode excluir um fenômeno estrutural: um colapso de parte da estrutura devido à ausência de uma manutenção adequada, ou um problema em uma peça em particular que surgiu após dezenas de milhares de horas de voo.

Prioridades após o acidente

Isolar a zona do acidente, localizar os destroços e as caixas-pretas, localizar os corpos das vítimas e reunir os fragmentos para permitir – por meios técnicos e humanos – a abertura de uma investigação.

A investigação segue com a análise dos dados e das comunicações de rádio, assim como com o controle da documentação técnica do aparelho, para se avaliar as operações de manutenção, além da situação da tripulação.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira reza todos os dias às 3h ...
4
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
5
CONFESSION, PRIEST, WOMAN
Julio De la Vega Hazas
Por que não posso me confessar diretamente com Deus?
6
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
7
Anna Gębalska-Berekets
O que falar (e o que não falar) a um ente querido com câncer
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia