Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 26 Maio |
São Felipe Neri
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Corpo de cristão torturado e assassinado pela polícia é jogado diante da casa da mãe

Pakistani Christian’s protest in Lahore – pt

AFP PHOTO/Arif ALI

PAKISTAN, Lahore : Pakistani Christian's protest in Lahore on September 24, 2013, against the suicide bombing of a church in Peshawar. A devastating double suicide attack on a church in northwest Pakistan has triggered fears among the country's beleaguered Christian community that they will be targeted in a fresh wave of Islamist violence. AFP PHOTO/Arif ALI

Aleteia Brasil - publicado em 25/03/15

Perseguição contra os cristãos é comum e impune no Paquistão

Zubair Masih, de 25 anos, era um jovem cristão paquistanês. Ele foi torturado e assassinado pela polícia do Paquistão no dia 7 de março.

Totalmente inocente, Zubair foi preso porque era filho de Ayesha Bibi, empregada doméstica acusada de furtar jóias e 2.000 rúpias em dinheiro da casa do patrão, Abdul Jabbar, um rico muçulmano. Após a acusação, Jabbar e um grupo de policiais invadiram a casa de Ayesha, que é viúva, e começaram a espancá-la. Depois, levaram-na para a casa de seu irmão, Arshad Masih, que vivia com dois filhos. Todos foram levados para a delegacia e brutalmente espancados. Ayesha teve um braço fraturado. A família foi depois liberada, com exceção do jovem Zubair, mantido preso. O corpo do jovem foi jogado na frente da casa da mãe no dia seguinte.

Perplexa, a comunidade cristã se reuniu em frente à delegacia pedindo justiça. Foram necessários firmes protestos para que a polícia abrisse um inquérito. Mesmo assim, os policiais acusados foram libertados rapidamente. A mãe do jovem assassinado foi pressionada a assinar uma declaração que livra os policiais de todas as acusações. O advogado Sardar Mushtaq Gill, que é cristão e cuida do caso, afirma, resignado, que “não vai haver justiça. Este é mais um caso de discriminação óbvia contra as minorias religiosas".

É comum, no Paquistão, que as vítimas de abusos cometidos pela elite muçulmana tenham seu silêncio comprado ou sejam ameaçadas por políticos ou pela polícia a fim de retirar todas as queixas.

Com informações da Agência Fides

Tags:
intoleranciaPerseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia