Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Será mesmo que o amor pode ser programado, adiado ou negociado?

<a href="http://www.shutterstock.com/en/pic.mhtml?id=146312891&amp;src=id" target="_blank" />Woman holding clock</a> © Maridav / Shutterstock

<span>&lt;a href=&quot;</span>http://www.shutterstock.com/en/pic.mhtml?id=146312891&amp;src=id<span>&quot; target=&quot;_blank&quot; /&gt;W</span>oman holding clock<span>&lt;/a&gt; &copy; </span>Maridav&nbsp;/<span>&nbsp;</span><span style="line-height:20.799999237061px;">Shutterstock</span>

Feliciana Merino Escalera - publicado em 29/03/15

Apple e Facebook vão congelar óvulos de suas funcionárias para que a maternidade não atrapalhe sua produtividade no trabalho

A notícia de que a Apple e o Facebook vão pagar os processos de congelamento de óvulos às suas funcionárias me deixou perplexa. A mídia divulgou esta informação como se fosse um dado positivo para a integração da mulher no mundo do trabalho, quando, a meu ver, se trata de um dos ataques mais ferozes contra a maternidade, a liberdade e a dignidade das mulheres.

As duas empresas defendem sua medida afirmando que ela tem como objetivo "atrair mais mulheres talentosas ao setor e eliminar as diferenças de gênero", mas a realidade é que, por trás desta linguagem sutil, esconde-se a pretensão de obrigar suas funcionárias a adiar a gravidez até o momento mais adequado do ponto de vista da própria empresa.

Para que as mulheres possam progredir em sua carreira profissional, terão de deixar de lado seu desejo de ser mães.

Qual seria o verdadeiro objetivo desta decisão anunciada aos quatro ventos? Pelo visto, a única coisa que querem é buscar seus próprios interesses, ou seja, garantir que suas funcionárias não sejam mães até certa idade – idade esta que, curiosamente, coincide com a queda de produtividade.

Em breve, poderemos verificar se, ao ser pressionadas para não ter filhos, as mulheres que decidam tê-los serão despedidas.

Precisamos dizer com clareza: esta não é uma medida que facilita o desenvolvimento da mulher, mas que pretende obrigá-la a seguir um sistema de vida imposto pelo modelo economicista imperante.

Este é um sintoma de que nossa sociedade está deixando de lutar para que o cuidado dos filhos seja compartilhado por ambos os cônjuges. Partindo do pressuposto de que é a mulher quem vai sofrer uma queda de produtividade, agora lhe oferecem congelar seus óvulos, porque se considera que isso é mais barato que a diminuição da rentabilidade do seu cargo.

Eu gostaria de mostrar que existem vários pressupostos na base deste tipo de ação que parecem ser dignos de menção.

O primeiro deles, ao qual já aludimos, é o olhar que se tem sobre a reconciliação entre família e trabalho. Em um sistema econômico no qual a banalização da família é um fato e no qual prolifera um dualismo entre a vida pública e a vida privada, que despreza o tempo dedicado a este segundo âmbito, e impossível que se favoreçam medidas de conciliação, às quais as empresas tendem a colocar obstáculos e que os estados não abordam de maneira suficientemente decidida.

Trata-se de uma mentalidade que impede de entender a importância da contribuição da mulher para o mundo e que novamente parte de uma visão puramente masculina, própria dos modelos neoliberais.

Nesta situação, só poderemos triunfar se aceitarmos as regras do jogo e, neste contexto, nada incomoda mais que a possibilidade de que sejamos mães. Só uma consciência pública da importância da complementariedade real e da necessidade do feminino na configuração da estrutura política e econômica pode mudar esta dinâmica.

Em segundo lugar, existe um pressuposto materialista insustentável por trás de tudo isso. A maternidade é entendida em termos puramente biológicos, como se trazer filhos ao mundo se limitasse a uma processo de "expulsão", que poderia ser feito tanto aos 20 como aos 60 anos de idade.

Talvez acreditem que é possível ser mãe ou pai em idênticas condições a qualquer idade, como se o desgaste físico, psicológico, moral ou espiritual não nos afetasse. Talvez achem que o único problema é a idade fértil da mulher, que não estaria bem ajustada às necessidades da empresa. Por isso, congelando os óvulos, o problema se resolveria!…

Finalmente, uma concepção do trabalho pouco humana. Muitas vezes se concebe o trabalhador como um mero instrumento, uma espécie de mecanismo que deve se adaptar a regras que não contemplam seu bem entre seus objetivos.

Frente a isso, é necessário perguntar-se pelo significado do trabalho, que é expressão da vocação de entrega do ser humano. Nele se encontra a forma mais direta e imediata de servir a sociedade e a Deus, ao mesmo tempo em que a pessoa se realiza como ser humano.

Será que estas empresas não perceberam que a pessoa trabalha melhor quando tem um espírito de entrega, e que ter uma família forma precisamente isso?

Pois bem, este é um reflexo da nossa vocação essencial de amar e ser amados, que não pode, pela própria natureza surpreendente do amor, ser programada, nem adiada, nem de forma alguma negociada.

Tags:
MaternidadetecnologiaValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia