Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconAtualidade
line break icon

Um batismo muito especial

via Facebook

Esteban Pittaro - publicado em 29/03/15

O surpreendente caso do bebê que sobreviveu a um episódio de violência doméstica e que uniu toda a sua comunidade

"Foi o final de semana mais feliz das nossas vidas", disse sua mãe.

Mãe e filha, cujas identidades são preservadas por questões de segurança, haviam se preparado como nunca. Vítimas de violência doméstica, elas viveram, no último mês de fevereiro, na cidade argentina de General Belgrano, o batizado da menina de 18 meses com profunda alegria, como um verdadeiro renascimento.

Pouco antes de cumprir seu primeiro ano de vida, a bebê sofreu um terrível ataque do seu pai, quem, após espancá-la com uma vassoura, colocou-a na máquina de lavar roupas, porque não parava de chorar. A menina sofreu um edema pulmonar e ficou com o corpo inteiro ferido.

Seis meses depois, com seu pai preso, a bebê está se recuperando graças ao esforço da sua mãe.

Para o batizado, elas deixaram o humilde assentamento no qual moram e viajaram até o interior da cidade de Buenos Aires. Ficaram hospedadas em um hotel e tiveram um dia diferente.

Grupos de mulheres que lutam contra a violência doméstica – um mal denunciado, entre outros lugares, no Documento de Aparecida – presentearam as duas com roupas novas e fizeram todo o possível para que tivessem um dia especial. Foram recebidas com aplausos e muitos presentes.

O Batismo aconteceu na paróquia da Imaculada Conceição, na cidade de General Belgrano, situada a 160 quilômetros de Buenos Aires.

O padrinho da menina foi seu advogado, Julio César Torrada. A madrinha foi Beatriz Taddei, mãe de Wanda, uma jovem assassinada também como vítima da violência doméstica. Beatriz presenteou a bebê com um terço abençoado pelo Papa Francisco.

"Há um abismo entre o que ela era e o que é hoje. Toda vez que ela via um homem, ela se escondia, mas no dia do seu Batismo, irradiava paz e alegria. Não tirava o sorriso do rosto, estava feliz", contou sua madrinha ao jornal La Nación.

Beatriz, por meio do instituto que tem o nome da sua filha, lançou uma campanha para conseguir um terreno onde construir uma moradia para a família, que hoje vive em condições precárias.

Tags:
BatismoVidaViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
Atriz Claudia Rodrigues
Reportagem local
Assessora pede orações por atriz Claudia Rodrigues: “está m...
6
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
7
Orfa Astorga
Até que idade é saudável morar na casa dos pais?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia