Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 25 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Sobrevivente do holocausto encontra soldado que o libertou há 70 anos

Joshua Kaufman

© History Channel

Hypeness - publicado em 01/04/15

Gillespie foi soldado dos EUA durante a 2ª Guerra Mundial e ajudou a resgatar mais de 35 mil prisioneiros do campo de concentração de Dachau

Nas areias de Hungtington Beach, na Califórnia (EUA), Joshua Kaufman beijou a mão de Daniel Gillespie, desceu a seus pés e disse: “Eu queria te dizer isso por 70 anos. Eu te amo. Eu te amo tanto…”. 

Gillespie, hoje com 87 anos, serviu como soldado do exército norte-americano durante a Segunda Guerra Mundial e participou da operação que resgatou mais de 35 mil prisioneiros do campo de concentração de Dachau, na Alemanha, em 29 de abril de 1945. Entre eles, Kaufman.

O emocionante encontro foi organizado pelo diretor Emanuel Rotstein e fará parte do documentário “Liberators of Dachau” (Libertadores de Dachau, em português), que será mostrado no canal History Channel em maio deste ano. Kaufman foi detido no campo de concentração como um trabalhador escravo em uma fábrica de munição. Durante o regime nazista, ele perdeu sua mãe e três irmãs no campo de Auschwitz. A ação dos norte-americanos o salvou da tortura e, sobretudo, da morte. “Eu vi a bandeira branca voando na torre de observação e percebi que a tortura tinha chegado ao fim. Quando os norte-americanos escancararam as portas, meu coração pulou. Eu saí do inferno para a luz. Por isso e, por ele, eu sou eternamente grato“, disse o sobrevivente ao History Channel.


Joshua Kaufman antes de ser prisioneiro e hoje, aos 87 anos

Para Gillespie, libertar os prisioneiros em Dachau foi uma experiência intensa. “Foi o choque mais profundo da minha vida. Essa libertação transformou minha vida para sempre“, disse o ex-soldado. Para um californiano que sempre teve tudo em abundância, entender como os nazistas deixavam seus prisioneiros passando fome e à mercê da morte não foi tarefa fácil. “Uma e outra vez essas questões ficavam na minha cabeça. E, ao mesmo tempo, eu ficava incrivelmente enraivecido“, completou.


Daniel Gillespie quando era soldado e hoje, aos 87 anos

Passada a guerra, Kaufman foi morar nos Estados Unidos, onde se casou, teve quatro filhas e até hoje trabalha como encanador. Gillespie deixou o exército e se tornou um vendedor de sucesso, casou e teve oito filhos. Embora morem há uma hora de distância um do outro, os dois nunca poderiam imaginar se reencontrar depois de tanto tempo.

(Fotos: © History Channel)

Tags:
PecadoTestemunho
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia