Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 23 Janeiro |
São Vicente Pallotti
home iconAtualidade
line break icon

Iraque: Tikrit sofre saques após expulsão de jihadistas

<p>Combatentes das Unidades de Mobilização Popular comemoram vitória em Tikrit, no dia 1º de abril de 2015</p>

AFP - publicado em 02/04/15

Milícias ligadas ao governo em Bagdá saquearam lojas no centro de Tikrit, após a tomada dessa cidade do norte iraquiano das mãos dos jihadistas do grupo Estado Islâmico (EI).

Segundo testemunhas, as milícias levaram roupas, xampus e cremes de barbear de duas lojas do centro da cidade, fugindo em seguida. Dois caminhões também foram vistos deixando Tikrit carregados de pneus novos, de um gerador de energia e de um espelho, que caiu na estrada.

Ainda que limitados, esses incidentes levantam preocupações sobre o comportamento dos combatentes das diferentes milícias que lutaram ao lado das forças do governo.

Como já aconteceu em outras regiões, os milicianos picharam os nomes de seus grupos nas casas e nas lojas de Tikrit, 160 km ao norte de Bagdá.

Diante da ofensiva esmagadora do EI deflagrada em junho de 2014, o governo iraquiano recorreu à ajuda das milícias xiitas para retomar as faixas de território perdidas.

Essas milícias das Unidades de Mobilização Popular tiveram um papel fundamental em várias operações contra o EI, incluindo a de Tikrit. Ao longo dos confrontos, porém, foram acusadas de cometer abusos, como execuções sumárias e sequestros.

Em meados de março, a ONG Human Rights Watch denunciou que as forças do governo e as milícias aliadas haviam saqueado e incendiado casas de civis sunitas. Também teriam destruído aldeias, segundo a organização, após romperem, em agosto, o cerco imposto pelo EI à cidade de Amerli, ao norte da capital.

Fossas comuns de vítimas do EI

Nesta quarta-feira, o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, manifestou sua determinação de "libertar cada centímetro" controlado pelo EI e comemorou a reconquista de Tikrit.

Com uma grande bandeira do Iraque na mão, Al-Abadi visitou um setor do centro dessa cidade, sob forte esquema de segurança, misturando-se aos soldados que participaram do assalto há cerca de um mês.

Na véspera, o premiê proclamou a "vitória" de Tikrit como uma "etapa importante" na campanha lançada por Bagdá contra o EI.

As forças governamentais iraquianas continuam a garantir a segurança das ruas de Tikrit, enquanto perseguem os últimos focos de resistência do EI.

"As forças de segurança iraquianas controlam 95% da cidade, mas ainda há confrontos esporádicos", afirmou nesta quarta-feira um coronel iraquiano.

Também em Tikrit, o ministro iraquiano do Interior, Mohammed al-Ghabbane, anunciou a descoberta de fossas comuns, com corpos de centenas de recrutas executados pelo EI.

Agora, uma das preocupações das forças do governo é limpar Tikrit de todas as bombas deixadas pelo EI. Até o momento, foram contabilizados 185 prédios com bombas e 900 artefatos explosivos escondidos nas ruas, acrescentou o ministro.

"Ainda há franco-atiradores, e vários prédios estão cheios de explosivos", relatou à AFP Karim al-Nuri, da organização Badr, uma das principais milícias xiitas do Iraque.

Nas zonas libertadas, equipes da prefeitura foram enviadas para limpar as ruas e restaurar os serviços básicos em uma cidade devastada. As bandeiras do EI foram retiradas.

Nenhuma informação foi fornecida sobre o número de jihadistas mortos, feridos ou capturados, e o governo não divulgou qualquer balanço desde o início da ofensiva, em 2 de março passado.

Próximos alvos: Al-Anbar e Nínive

As autoridades já estabeleceram os próximos alvos, em especial, a reconquista de Mossul, a segunda mais importante cidade do país, que se tornou quartel-general do EI no Iraque.

"Estamos chegando, Anbar. Estamos chegando, Nínive!", prometeu o ministro iraquiano da Defesa, Khaled al-Obaidi, referindo-se a duas províncias amplamente controladas pelos jihadistas.

Al-Anbar fica no oeste, e Nínive, cuja capital é Mossul, no norte.

Para o EI, a perda de Tikrit, uma cidade de maioria sunita e que foi reduto do falecido ditador Saddam Hussein, acentuará o isolamento de Mossul.

Nessa etapa, as forças do governo poderão fazer pressão pelo sul, enquanto os combatentes curdos se aproximarão pelo leste.

Especialistas alertam que a retomada de Mossul pode ser mais complicada do que a de Tikrit.

Segundo Zaid al Ali, a batalha por Tikrit se beneficiou do fato de que grande parte da população, pelo menos 200 mil pessoas antes da guerra, fugiu da cidade.

"Mossul continua muito povoada, o que complicará muito as coisas", explicou.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
3
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
4
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
FAMILY PRAY
Philip Kosloski
Oração para manter as crianças longe do perigo
7
Daniel Neves e Nossa Senhora dos Rins
Francisco Vêneto
Nossa Senhora dos Rins e a devoção de um menino que pede a graça ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia