Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 03 Agosto |
home iconEstilo de vida
line break icon

Finalmente me aposentei! Mas… e agora?

© CREATISTA/SHUTTERSTOCK

SIAME - publicado em 06/04/15

Confira 11 sugestões práticas para aproveitar este período da vida

O que vou fazer com tanto tempo livre? Para que serei útil agora? A que me dedicarei? Estas são algumas das perguntas que passam pela cabeça das pessoas quando a aposentadoria se aproxima.

A aposentadoria é uma etapa que permite descobrir mil maneiras de ser úteis na sociedade, dedicando tempo a amar, servir e ajudar todos aqueles que precisem de nós.

No entanto, muitas pessoas encaram este momento somente do ponto de vista da perda de uma fonte de renda, de status e da identidade profissional. Sentem que sua vida se torna vazia, e isso as impede de viver plenamente esta fase repleta de oportunidades para o crescimento e desenvolvimento pessoal.

Diversos estudos apontam que, se a chegada da aposentadoria não for vista de maneira positiva, pode gerar angústia pela incerteza do futuro, depressão pela solidão e sensação de abandono pelas pessoas e realidades com as quais se teve contato durante anos.

O Pe. Ruben Sánchez Olmos, diretor da Fundação Cáritas para o Bem-Estar do Idoso, explica que a maneira como se vive este momento depende muito da preparação prévia, porque algumas pessoas reduzem a vida produtiva ao emprego que, ainda que seja necessário para nos manter, muitas vezes se torna um refúgio, uma maneira de fugir da realidade, da família e dos problemas.

O mais importante é descobrir que o valor da pessoa não está no seu emprego, e encarar a aposentadoria como uma oportunidade de descobrir outros campos da vida produtiva, talvez não remunerada, mas sim solidária; de estabelecer um laço mais forte com a família; de realizar algumas atividades que antes não eram possíveis por falta de tempo.

Do ponto de vista da fé, a espiritualidade é uma grande oportunidade para descobrir o verdadeiro sentido da existência.

A Igreja, de fato, é um espaço muito rico em oportunidades para as pessoas aposentadas. Uma das opções é aproveitar para fazer cursos, como Teologia ou Estudo da Bíblia.

Muitas pessoas, depois dessa formação, tornam-se catequistas, proclamadores da Palavra, ministros da Eucaristia, animadores de pastorais etc. A vida espiritual tem um leque de possibilidades.

O que fazer com tempo livre?

As pessoas aposentadas não podem deixar que a falta de esperança seja mais forte que a possibilidade de amar e servir, porque, na medida em que nos damos a oportunidade de compartilhar e ser solidários, abrimos brechas que nem nós mesmos havíamos imaginado.

O importante é descobrir os dons que Deus nos deu e multiplicá-los com os outros.

A espiritualidade não se opõe ao bem-estar físico e psicológico. Por isso, oferecemos, a seguir, algumas alternativas para desenvolver todas as capacidades, habilidades e destrezas adquiridas para viver uma aposentadoria plena:

1. Viva o momento presente, relaxe, desfrute e não caia no erro de dizer que “a esta idade, é muito tarde para fazer isso ou aquilo”.

2. Mantenha um estilo de vida saudável, realizando exercício físico e tendo uma alimentação adequada.

3. Procure uma atividade que dê sentido à sua vida, com a qual obtenha um alto grau de satisfação pessoal.

4. Enriqueça sua vida social, cultural e afetiva. Retome amizades que tinham sido abandonadas por falta de tempo, e comece novas também.

5. Seja generoso e compassivo com os que estão ao seu redor.

6. Aprofunde em suas relações com familiares e amigos. Curta seus filhos, netos e animais de estimação.

7. Viaje! Aproveite seu tempo e os recursos disponíveis.

8. Dedique-se a algum hobby.

9. Integre-se em alguma atividade particular: academia, dança, exercícios. Tais atividades nos ajudam a manter-nos ativos e saudáveis.

10. Renove seu entusiasmo por adquirir novos conhecimentos e habilidades.

11. Compartilhe sua experiência e seus conhecimentos com sua família, amigos e vizinhos. Uma opção seria oferecer cursos sobre o que você sabe fazer bem.

Tags:
SaúdeValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
4
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia