Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 29 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Muçulmanos que migravam para a Europa são acusados de jogar passageiros cristãos ao mar

Boat in Lampedusa 2007 – pt

no border network-cc

John Burger - publicado em 17/04/15

Mais de 10.000 imigrantes clandestinos chegaram à Itália a partir da Líbia só nesta semana

A polícia de Palermo, na Itália, prendeu quinze imigrantes muçulmanos do norte da África sob a acusação de "múltiplo homicídio agravado por ódio religioso", depois de vários outros imigrantes terem denunciado que eles jogaram doze cristãos ao mar em decorrência de uma discussão. A notícia foi veiculada pela BBC.

É pouco provável que esses doze imigrantes cristãos tenham sobrevivido. Eles eram naturais de Gana e da Nigéria, enquanto os acusados ​​vêm da Costa do Marfim, Senegal, Mali e Guiné. Todos faziam parte de um grupo de 105 migrantes que partiram da Líbia na terça-feira a bordo de um barco inflável.

O papa Francisco já fez vários apelos para que a Europa ajude os migrantes que fogem das turbulências sociais do norte da África e do Oriente Próximo. A primeira viagem do pontífice dentro da Itália foi para a ilha de Lampedusa, onde milhares de imigrantes clandestinos procuram refúgio. Francisco quis prestar o seu tributo aos milhares que morreram tentando fazer a perigosa travessia do Mediterrâneo.

Há quem se pergunte se este novo fluxo de imigrantes não pode incluir fundamentalistas dispostos a espalhar a jihad pela Europa. E há quem responda que alguns já começaram a praticá-la no próprio barco em que tentavam chegar à Europa.

Mais de 10.000 pessoas chegaram à Itália a partir da Líbia só nesta semana, informou a CNN, citando a Guarda Costeira italiana.

Tags:
MigrantesPerseguição
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia