Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 17 Junho |
São Ranieri de Pisa
home iconAtualidade
line break icon

Jihadistas shebab da Somália matam três soldados da União Africana

<p>Forças de segurança somali são vistas após ataque suicída liderado por militantes shebab, em Mogadíscio, no dia 14 de abril de 2015</p>

AFP - publicado em 20/04/15

Militantes jihadista shebab somalis mataram neste domingo três soldados das forças da União Africana (UA) que lutam contra o grupo na Somália, informou a UA, que condenou o último de uma série de ataques.

O enviado da UA na Somália, Maman Sidikou, condenou a "covarde emboscada" de um comboio de tropas no domingo no distrito de Lower Shabelle, entre as localidades de Lego e Balidogle.

"Nossos valentes soldados lutaram em uma batalha enérgica, durante a qual três deles morreram, enquanto outros ficaram feridos", afirmou Sidikou em um comunicado, agregando que a luta contra os jihadistas continuará.

O porta-voz dos shebabs, Abulaziz Abu Musab, reivindicou o ataque e disse à AFP que cinco soldados da UA foram mortos e vários veículos ficaram destruídos.

Abu Musab revelou que os soldados eram do Burundi, mas a força da UA na Somália, Amisom, na qual também participavam membros de Djibuti, Etiópia, Quênia e Uganda, não informou detalhes sobre sua nacionalidade.

Os rebeldes shebab estão lutando para derrubar o governo do país, reconhecido pela comunidade internacional, mas também realizam ataques de vingança contra os países que apoiam soldados da Amisom, principalmente o vizinho Quênia.

Os ataques dos insurgentes shebab na Somália frequentemente ocorrem em lugares-chave do governo e das forças de segurança, em uma aparente tentativa de desacreditar as autoridades e as tropas da UA, que asseguram estar vencendo nos confrontos.

No dia 2 de abril, homens armados dos shebabs atacaram a universidade de Garissa, no nordeste do Quênia, separando os estudantes não muçulmanos para executá-los, matando 148 pessoas, em seu pior ataque até a data.

Apesar de os shebabs terem emergido como um grupo islâmico somali em 2006 em Mogadíscio, a organização jihadista tem recrutado membros em toda a região.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
POPE FRANCIS - PENTECOST MASS - SUNDAY
Comunidade Shalom
Depois da Comunhão, o que (e por quem) é mais aconselhável rezar?
4
Reportagem local
Poderoso filme de 1 minuto sobre casamento rende prêmio a cineast...
5
PASSION OF THE CHRIST
Cerith Gardiner
7 provações e tribulações que Jim Caviezel enfrentou ao interpret...
6
Reportagem local
Papa Francisco explica quais são os piores inimigos da oração
7
Nhá Chica
Aleteia Brasil
A beata brasileira Nhá Chica e sua singela explicação: “É p...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia