Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 24 Novembro |
Santas Flora e Maria
home iconAtualidade
line break icon

Naufrágio no Mediterrâneo deixa 700 emigrantes desaparecidos

AFP - publicado em 20/04/15

O naufrágio de um barco de emigrantes ao largo da costa da Líbia deixou cerca de 700 desaparecidos neste domingo, em um acidente que surge como "a pior tragédia" ocorrida no Mediterrâneo, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur).

Os últimos números oficiais do naufrágio apontam 24 mortos e 28 sobreviventes, informou a Guarda Costeira italiana, que coordena as operações de resgate.

Segundo um dos sobreviventes, ouvido pelas autoridades de Catânia (Sicília), o barco transportava cerca de 950 pessoas, incluindo 50 crianças e 200 mulheres.

O navio afundou a cerca de 130 km da costa líbia e de acordo com outros sobreviventes, carregava mais de 700 pessoas, revelou Carlotta Sami, porta-voz do Acnur na Itália, à rede de televisão italiana Rainews24.

Se estes números forem confirmados, será "a pior tragédia jamais vista no Mediterrâneo", afirmou a porta-voz.

Equipes de resgate italianas não confirmaram que havia 700 pessoas a bordo, mas indicaram que a embarcação, de 20 metros de comprimento, tinha "capacidade para transportar várias centenas de pessoas".

– Reunião urgente –

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, anunciou que planeja um encontro extraordinário para analisar a imigração clandestina.

"Falei com o primeiro-ministro (de Malta, Joseph) Muscat após estas mortes trágicas no Mediterrâneo. Vou prosseguir com as discussões com os líderes europeus, a Comissão e os serviços diplomáticos da UE sobre como enfrentar esta situação", disse Tusk no Twitter.

Segundo Preben Aamann, porta-voz de Tusk, o presidente do Conselho Europeu "tomará uma decisão sobre um encontro extraordinário após tais consultas".

O primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, disse que a resposta para esta situação "tem que vir da Europa" e que "já não vale a pena as palavras, temos de agir". "Os europeus serão descreditados se não forem capazes de evitar tais situações dramáticas", disse Rajoy, durante um comício eleitoral em Alicante.

O chefe do governo italiano, Matteo Renzi, pediu uma cúpula europeia urgente após o naufrágio.

"Estamos trabalhando para nos assegurarmos de que essa reunião aconteça no final da próxima semana. Deve ser uma prioridade", afirmou Renzi durante coletiva de imprensa, qualificando a crise migratória de "flagelo" que a Europa de enfrentar.

A chefe da diplomacia da UE, Federica Mogherini, decidiu incluir o tema na agenda da reunião informal de ministros das Relações Exteriores da cúpula da UE desta segunda-feira em Luxemburgo.

O alto comissário das Nações Unidas para Refugiados, António Guterres, disse que "este desastre confirma a urgência de restaurar uma operação de salvamento no mar e estabelecer vias legais críveis para chegar à Europa". "Caso contrário, as pessoas que procuram segurança continuarão a morrer no mar", acrescentou.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu aos governos que "compartilhem a carga de abrigar os refugiados" e apelou à "solidariedade internacional" diante da crise.

Ban Ki-moon manifestou sua profunda tristeza com o naufrágio e destacou que trata-se do "último de uma série de acidentes" registrados desde a semana passada.

Esta nova tragédia no Mediterrâneo se soma a dois outros naufrágios nos últimos dias, um dos quais deixou 400 mortos e outro mais de 40, segundo relatos de sobreviventes à Organização Internacional para as Migrações (OIM) e organizações não-governamentais.

– Importante dispositivo de socorro –

O navio lançou um aviso no domingo de manhã capturado pela guarda costeira italiana, que alertou um navio cargueiro português que estava na área.

Quando o cargueiro chegou, cerca de 220 km ao sul da ilha italiana de Lampedusa, a tripulação avistou o barco naufragando.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
AGNUS DEI,LAMB
Jesús Colina
Ninguém consegue ouvir este “Agnus Dei” sem s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia