Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconAtualidade
line break icon

Abe expressa remorso do Japão por agressões da II Guerra Mundial

<p>Shinzo Abe fez seu pronunciamento sobre a Segunda Guerra Mundial em Jacarta em 22 de abril de 2015</p>

AFP - publicado em 22/04/15

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, expressou nesta quarta-feira o "profundo remorso" do Japão por suas agressões durante a II Guerra Mundial, durante uma reunião de cúpula Ásia-África em Jacarta, mas sem chegar a pedir desculpas, o que pode irritar a China.

Em uma referência aos princípios de paz no 60º aniversário da conferência que criou o Movimento de Países Não Alinhados, Abe declarou: "O Japão, com sentimentos de profundo remorso sobre a última guerra, prometeu continuar sendo uma nação que sempre seguirá estes princípios, independente das circunstâncias".

Um porta-voz do governo japonês em Tóquio destacou que um encontro entre Abe e o presidente chinês Xi Jinping estava sendo planejado para acontecer durante a reunião de cúpula. Os dois dirigentes teriam apertado as mãos antes do evento.

Um novo encontro entre Abe e Jinping seria um importante sinal de distensão após as tensões bilaterais sobre o passado japonês durante a guerra e disputas territoriais.

O discurso de Abe, ligado aos "falcões" nacionalistas nipônicos, era acompanhado com atenção, já que dentro de algumas semanas o primeiro-ministro japonês terá que falar sobre os 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial.

Alguns analistas estão na expectativa sobre a possibilidade de Abe fazer uma referência direta ao passado imperialista do Japão e expressar "remorso", assim como desculpas, como já fizeram ex-chefes de Governo durante os aniversários de 50 e 60 anos do fim do conflito.

Em Tóquio, no entanto, mais de 100 parlamentares japoneses visitaram nesta quarta-feira, por ocasião de um festival da primavera, o santuário Yasukuni, um local de culto considerado por China e Coreia do Sul como um símbolo do passado militarista do Japão.

No total, 106 deputados e senadores de diferentes partidos políticos visitaram o local. Nenhum ministro do governo conservador Shinzo Abe participou no ato.

Yasukuni homenageia 2,5 milhões de mortos nas últimas guerras, incluindo 14 criminosos de guerra condenados pelos aliados após a rendição do Japão em 1945.

China e Coreia do Sul, vítimas do expansionismo japonês da época, não aceitam as visitas de políticos nipônicos ao santuário, pois consideram que a atitude glorifica o imperialismo do país.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia