Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconAtualidade
line break icon

Protesto pacífico em Baltimore reúne milhares de pessoas

<p>Baltimore despertou em calma nesta quarta-feira depois de passar a primeira noite sob toque de recolher, uma medida tomada depois dos distúrbios resultantes das manifestações realizadas nos últimos dias em reação à violência policial contra a comunidade negra</p>

AFP - publicado em 30/04/15

Milhares de pessoas protestaram pacificamente na quarta-feira em Baltimore, cidade sob o toque de recolher noturno após dois dias de distúrbios e manifestações contra à violência policial ligada à morte de um jovem negro.

Manifestantes brancos e negros caminharam "sem incidentes" por Baltimore nesta quarta-feira, informou a polícia no Twitter.

"Sem justiça não há paz", gritavam os manifestantes, incluindo muitos estudantes, enquanto cantavam: "é preciso enviar estes policiais assassinos para a prisão, todo maldito sistema é culpado".

Apesar do caráter pacífico do protesto, a polícia deteve 18 pessoas nesta quarta-feira em Baltimore, informou o comissário da polícia Anthony Batts.

Também ocorreram manifestações em Nova York, Washington e Boston contra a violência policial envolvendo negros.

Os nova-iorquinos se reuniram na Union Square, em Manhattan, após a convocação pelo Facebook do "NYC se mobiliza e apoia Baltimore".

O protesto começou pacífico, mas alguns manifestantes foram detidos. A polícia anunciou um balanço de 60 detidos.

Em Washington, a manifestação reuniu cerca de mil pessoas, que seguiram em direção à Casa Branca aos gritos de "Parem o terror racista policial".

Em Baltimore, o toque de recolher, que entrou em vigor na terça-feira às 22H00 (horário local), será mantido por uma semana.

Eric Kowalczyk, porta-voz da Polícia de Baltimore, informou durante o dia que os policiais detiveram 35 pessoas desde a entrada em vigor do toque de recolher, sendo "34 adultos e uma menor".

Kowalczyk revelou ainda que das 209 pessoas detidas a partir de segunda-feira, quando iniciaram os distúrbios, 111 ainda não foram acusadas formalmente e "se não houver acusação formal no prazo de 48 horas, serão libertadas".

Segundo o chefe da Polícia de Baltimore, Anthony Batts, 15 policiais ficaram feridos na noite de terça-feira, durante a vigência do toque de recolher, incluindo dois agentes que foram hospitalizados.

Logo após o início do toque de recolher, às 22H00 local, a Polícia utilizou gás lacrimogêneo e gás de pimenta para dispersar dezenas de pessoas que ignoraram a medida e foram para as ruas, onde atiraram objetos contra as forças de segurança e provocaram um incêndio diante de uma biblioteca.

Mas os incidentes foram menores se comparados aos distúrbios de segunda-feira, quando centenas de jovens ocuparam as ruas para atacar prédios e lojas, incendiar veículos e saquear o comércio.

Milhares de homens da Guarda Nacional e reforços da polícia foram mobilizados nesta cidade portuária da costa leste dos Estados Unidos, onde várias lojas foram saqueadas por manifestantes na segunda-feira, além de 140 veículos queimados.

Equipes de voluntários têm trabalhado nas ruas para limpar os escombros.

Os distúrbios que paralisaram Baltimore começaram na segunda-feira, após o funeral de Freddie Gray, um negro de 25 anos que morreu vítima de sérias lesões na coluna vertebral oito dias depois de ter sido preso pela polícia.

Os advogados da família de Gray explicaram que a morte do jovem, que ficou uma semana em coma, foi causada por graves lesões sofridas depois da detenção.

Seis policiais foram suspensos sem direito a pagamento até o fim das investigações, cujas conclusões serão apresentadas na sexta-feira a promotores do estado de Maryland.

A polícia de Baltimore confirmou que Gray solicitou auxílio médico depois de sua detenção e admitiu que deveria ter recebido este atendimento médico de forma rápida.

Em um vídeo da detenção, gravado por uma testemunha com telefone celular, é possível ver Gray gritando de dor quando era levado por vários agentes para uma caminhonete da polícia.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia