Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconAtualidade
line break icon

Marcha de israelenses de origem etíope deixa vários feridos em Tel Aviv

<p>Israelenses da comunidade etíope entram em confronto com forças de segurança israelenses durante marcha de protesto em Tel Aviv</p>

AFP - publicado em 04/05/15

Cerca de 50 pessoas, a maioria policiais, ficaram feridas neste domingo em incidentes que se seguiram a uma marcha convocada por israelenses de origem etíope para denunciar a "brutalidade policial" e a discriminação institucional, informaram fontes dos serviços de emergência.

A polícia lançou bombas de efeito moral e de gás lacrimogênio para impedir que alguns manifestantes invadissem a prefeitura de Tel Aviv, constatou um correspondente da AFP.

Alguns atiraram pedras, garrafas de vido e cadeiras retiradas de restaurantes vizinhos contra a polícia, que tentou dispersá-los com jatos d’água.

O porta-voz da polícia, Luba Samri, informou que várias pessoas foram detidas.

De acordo com as autoridades, 46 policiais e ao menos sete manifestantes se feriram. Vinte e seis manifestantes foram detidos.

Segundo os organizadores, a manifestação reuniu 10 mil pessoas – 3.000 segundo a polícia -, três dias depois de uma passeata em Jerusalém que também terminou com incidentes.

A manifestação tinha sido convocada em protesto por um vídeo que mostra dois policiais agredindo um soldado israelense de origem etíope.

Muitos israelenses de outras origens participaram da marcha, gritando palavras de ordem, como "um policial violento deve ir para a prisão" e "pedimos igualdade de direitos".

"Por ser negro, tenho que protestar hoje", disse à AFP Eddie Maconen, de 34 anos.

"Nunca fui vítima da violência policial, mas isto e algo dirigido contra a minha comunidade", explicou Maconen, que chegou ao país com 3 anos de idade.

Depois do inicio do protesto, o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, emitiu um comunicado informando que na segunda-feira se reunirá com Damas Pakad, o soldado vítima do ataque, e com representantes da comunidade etíope.

Após os incidentes, Netanyahu disse que todas as demandas serão analisadas, mas que não há espaço para violência e para este tipo de distúrbios.

Em Israel vivem mais de 135.000 judeus etíopes, que emigraram em duas ondas, a primeira em 1984 e a segunda em 1991.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia