Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Nepal admite que número de mortos no terremoto será muito maior

<p>Policiais nepaleses caminham nos escombros da praça Dunbar em Katmandu</p>

AFP - publicado em 04/05/15

O governo do Nepal admitiu que o balanço definitivo do terremoto de de 25 de abril, que no momento é de mais de 7.000 mortos, será muito maior, ao mesmo tempo que a ONU criticou a burocracia que adia a chegada de ajuda humanitária.

Até o momento, o balanço da tragédia registra 7.040 mortos e 14.000 feridos no país, mas o número definitivo será "muito maior", advertiu neste domingo o ministro das Finanças, Ram Sharan Mahat.

"Há vilarejos aos quais ainda não conseguimos chegar, mas sabemos que todas as casas foram destruídas", disse.

"Os tremores secundários são constantes e acreditamos que o balanço humano definitivo será muito maior", completou Mahat.

Mais de 100 pessoas também morreram na catástrofe na China e na Índia.

Neste domingo, a polícia anunciou a retirada de mais de 50 corpos dos escombros, incluindo seis estrangeiros, na região de Langtang, muito procurada por montanhistas e onde as autoridades temem que outros 100 turistas permanecem desaparecidos.

"Nossa prioridade era resgatar os sobreviventes. Resgatamos 350 pessoas, aproximadamente metade eram turistas ou guias", disse à AFP Uddav Prasad Bhattarai, chefe de polícia do distrito de Rasuwa, ao norte de Katmandu.

O porta-voz do ministério do Interior, Laxmi Prasad Dhakal, explicou que as operações de resgate prosseguem, mas que prioridade é cuidar dos sobreviventes.

Os esforços se concentram especialmente nas localidades mais afastadas, nas regiões mais afetadas pelo terremoto, ao redor do epicentro, a 70 quilômetros da capital.

"Muitos vilarejos remotos foram afetados e centenas de milhares de pessoas dormem nas ruas, entre os escombros, por falta de barracas", disse Dhakal.

Em Katmandu, a coordenadora de operações humanitárias da ONU, Valerie Amos, expressou preocupação com a lentidão do governo nepalês para facilitar a chegada da ajuda humanitária estrangeira.

– Trâmites intermináveis –

"Estou extremamente preocupada ao ouvir que a alfândega demora tanto tempo para aceitar os pacotes de ajuda", afirmou Amos à AFP,.

Ela anunciou que pediu ao primeiro-ministro Sushil Koirala uma flexibilização da burocracia.

"Se comprometeu a fazer isto, espero que possamos constatar a partir de agora uma melhora a nível administrativo", disse Amos.

Aviões com mantimentos e equipamentos de todo o mundo chegam ao pequeno aeroporto de Katmandu há vários dias, mas as ONGs lamentam o que chamam de trâmites intermináveis.

O diretor do aeroporto de Katmandu proibiu o pouso dos aviões de grande porte, com temor de que a pista, possivelmente danificada, não consiga suportar o peso.

"Não autorizaremos o pouso no aeroporto de Katmandu de qualquer avião que supere 196 toneladas", disse Prasad Shrestha à AFP.

"Não há fissuras visíveis na pista, mas os tremores secundários são tantos que temos que adotar precauções", completou.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) fez um apelo para a adoção das medidas necessárias para evitar epidemias entre 1,7 milhão de jovens que moram nas áreas mais afetadas, poucas semanas antes do início da temporada de chuvas de monção.

Quase 160.000 casas foram destruídas e 143.000 afetadas pelo terremoto, segundo o balanço mais recente da ONU.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia