Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Itália pede mais ajuda à UE após morte de 40 migrantes

<p>Migrantes aguardam para desembarcar depois de serem resgatados, no porto de Salerno, Itália, no dia 5 de maio de 2015</p>

AFP - publicado em 06/05/15

A Itália voltou a pedir nesta terça-feira à União Europeia mais ajuda para enfrentar a chegada maciça pelo mar de migrantes, após mais uma tragédia no Mediterrâneo que teria deixado 40 mortos, segundo seus sobreviventes.

"Não basta acrescentar dez barcos aos navios italianos" presentes no Mediterrâneo para resolver o problema, disse nesta terça-feira o ministro italiano das Relações Exteriores, Paolo Gentiloni, que também solicitou uma contribuição europeia à "luta contra os traficantes de seres humanos" e um novo enfoque sobre o direito de asilo.

Quarenta migrantes teriam morrido em um incidente a bordo de sua embarcação, relataram nesta terça-feira os sobreviventes que chegaram em Catania, na Sicília (Itália), e que foram acolhidos por membros da ONG Save the Children.

"Disseram que eram 137 no bote de borracha, que desinflou ou explodiu – não está claro – provocando a queda na água de vários deles. Alguns falam de muitos mortos, outros de quarenta", declarou à AFP Giovanna di Benedetto, desta ONG, presente em Catania quando os sobreviventes chegaram.

Segundo eles, o incidente ocorreu pouco antes das operações de resgate do último fim de semana, quando barcos da marinha ou da guarda-costeira italiana, com a ajuda de vários cargueiros, socorreram no mar quase 6.000 pessoas.

Cerca de 3.000 destes migrantes chegaram na segunda-feira a bordo de vários navios à Sicília, ou a outras cidades do sul da Itália. Mais de 1.000 o fizeram na manhã desta terça-feira.

A Itália, na linha de frente diante do fluxo de migrantes em direção a sua costa, não para de pedir ajuda aos demais membros da UE, ao considerar que sua fronteira mediterrânea frente ao norte da África é igualmente a fronteira da Europa.

"A cúpula da UE (em abril) confirmou finalmente o caráter europeu do problema dos migrantes no Mediterrâneo, mas agora precisamos de medidas significativas", havia afirmado na segunda-feira Gentiloni em uma conversa por telefone com o comissário europeu encarregado de Imigração, Dimitris Avramopoulous.

– Uma crise humanitária –

Entre janeiro e abril de 2015, o número de chegadas pelo mar de migrantes à Itália rondou os 25.000, como em 2014, mas o número de mortos e desaparecidos multiplicou por 20, passando de 96 a 1.780, segundo a Organização para as Migrações Internacionais (OIM).

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, visitou no dia 27 de abril em um navio militar italiano a região da Sicília e falou de "uma das piores crises humanitárias desde a Segunda Guerra Mundial".

Frontex, a agência europeia encarregada da vigilância das fronteiras exteriores do espaço Schengen, declarou na segunda-feira ter intensificado suas operações no Mediterrâneo após a última chegada em massa do fim de semana.

Por outro lado, a Comissão Europeia apresentará no dia 13 de maio sua estratégia para as migrações, que deve determinar cotas obrigatórias de acolhida de refugiados para todos os Estados membros. O Conselho Europeu se pronunciará a respeito nos dias 25 e 26 de junho.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia