Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Cameron conquista maioria absoluta nas eleições britânicas

<p>O premier britânico, David Cameron</p>

AFP - publicado em 09/05/15

O primeiro-ministro conservador britânico, David Cameron, confirmou no cargo vários ministros chave de seu primeiro governo, depois de alcançar a maioria absoluta em eleições que posicionaram os nacionalistas escoceses como terceira força nacional e provocaram a renúncia de três líderes.

O ministro das Finanças, George Osborne, mantém seu emprego e foi promovido a primeiro secretário de Estado, o equivalente a um vice-primeiro-ministro.

Osborne foi artífice da política de cortes e controle do déficit que os eleitores acabaram referendando nas urnas.

Theresa May, defensora de um controle mais estrito contra a imigração, será mantida no ministério do Interior.

Finalmente, Philip Hammond, manterá o cargo de ministro das Relações Exteriores e Michael Fallon, o da Defesa.

Todos pertencem ao Partido Conservador, que deixou de precisar dos democratas-liberais para governar.

Sinal positivo para os nacionalistas escoceses

Os anúncios chegaram no dia seguinte de um intenso dia de votação, no qual os conservadores conseguiram a maioria absoluta que nenhuma pesquisa tinha previsto.

"Acredito sinceramente que estamos a caminho de fazer algo especial neste país", disse Cameron em um discurso em frente a Downing Street depois de receber a ordem da rainha de formar um governo.

"Vamos fazer o referendo sobre a União Europeia que prometemos", insistiu, afirmando que quer fazer com que o país "seja um lugar onde a vida boa esteja ao alcance de todos que queiram trabalhar e fazer as coisas bem".

O primeiro-ministro lançou uma mensagem conciliadora aos nacionalistas escoceses.

"Na Escócia, nosso plano é criar o governo autônomo mais poderoso do mundo, com importantes poderes em matéria fiscal", disse.

Cameron foi ao palácio de Buckingham para uma audiência com Elizabeth II que durou pouco mais de meia hora.

Os conservadores conquistaram 331 deputados (+24), os trabalhistas 232 (-26), o SNP escocês 56 (+50), os Liberais Democratas 8 (-49), os unionistas norte-irlandeses do DUP 8 (=) e outros partidos os 15 restantes, segundo os resultados definitivos.

Assim como a chefe de governo alemão, Angela Merkel, o presidente americano, Barack Obama, saudou Cameron por sua "impressionante vitória", enquanto o presidente francês, François Hollande, fez um convite para visitar Paris.

Durante a tarde, os protagonistas das eleições – Cameron, Nick Clegg, Ed Miliband e Nicola Sturgeon – se encontraram na cerimônia pelo 70º aniversário da rendição dos alemães na Segunda Guerra Mundial.

Uma vitória que ninguém previu

A folgada vitória conservadora não havia sido prevista por nenhuma pesquisa e significa um segundo mandato consecutivo para os conservadores pela primeira vez desde 1990.

Cameron, que agora tem 48 anos, foi em 2010 o primeiro-ministro mais jovem em 200 anos ao acabar com 13 anos de governos trabalhistas sob a era Tony Blair.

Os outros grandes vencedores do dia foram os nacionalistas escoceses do SNP (Partido Nacional Escocês), que conquistaram 56 dos 59 deputados em jogo na Escócia e contribuíram para o fracasso dos trabalhistas de Ed Miliband, que renunciou à liderança do Partido Liberal democrata, o principal partido da oposição.

O país "precisa de um Partido Trabalhista forte. É o momento de outra pessoa assumir a liderança do partido", disse Miliband, declarando que Harriet Harman assumirá a direção até a eleição de um novo líder.

Também renunciaram Nick Clegg, líder do Partido Liberal Democrata, que passou de 56 deputados a 8, e Nigel Farage, o dirigente do antieuropeu Ukip, que não conquistou o assento que ambicionava.

O presidente americano, Barack Obama, felicitou Cameron pela "impressionante vitória" de seu partido.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia