Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconEstilo de vida
line break icon

Dicas para estudantes: as técnicas de estudo mais eficazes

© wavebreakmedia/SHUTTERSTOCK

Aleteia Vaticano - publicado em 11/05/15

A inteligência também é um dom de Deus, mas cabe a você buscar utilizá-la da melhor maneira possível

A Association Psychological Science (APS) publicou um artigo que analisa as 10 técnicas de estudo mais comuns em uma pesquisa inédita, concluindo quais eram mais – ou menos – eficazes. Apresentamos um resumo a seguir, tudo organizado em ordem decrescente de eficiência:

10. Grifar

A técnica mais usada de todos os tempos, talvez pela sua facilidade, já que é só passar o marca texto e pronto, o conteúdo já foi “todo arquivado na cabeça”.

Porém, foi a técnica que apresentou menor eficácia na assimilação de conteúdo, pois como não requer quase nenhum esforço, o cérebro não reconhece a importância da atividade e não grava nada só porque tá colorido.

9. Releitura

Para essa técnica surtir efeito, é necessário que a releitura seja feita imediatamente após a primeira leitura do conteúdo; caso contrario, em nada vai ajudar no seu desempenho.

8. Mnemônica

Essa técnica é bastante utilizada nas matérias de química, física e matemática. Consiste em fazer aquelas musiquinhas ou frases de efeitos para decorar o conteúdo.

O problema dessa técnica é que o assunto deve ser revisado antes da prova, pois ela depende exclusivamente da memória a curto prazo. Agora imagina você que fez mil músicas com o conteúdo e mistura todas, sem saber onde fica cada verso da canção.

7. Associação por imagens

Fazer tabelas, mapas, infográficos mentais nem sempre é eficiente. De acordo com o estudo, esse engessamento do conteúdo corta a criatividade dos alunos, o que pode fazer falta durante a prova, pois em muitas situações terá que analisar casos hipotéticos.

6. Resumos

Produzir resumos é uma das atividades preferidas dos estudantes, mas o estudo afirmou que essa técnica é pouco eficaz para melhorar o entendimento da matéria estudada. Porém, a técnica se mostrou com bom desempenho nas provas discursivas, mas para os alunos que fizeram provas objetivas, quase que não se teve proveito.

5. Interrogar-se

Durante provas discursivas, às vezes, é muito comum dar aquele famoso branco na mente. Para evitar isto, utilize-se da pergunta “por quê?” durante as horas de estudo.

Sempre que se deparar com algum fato que achar importante, interrogue-se, procure saber as causas e os efeitos. Durante essa pesquisa, o seu cérebro fará maior esforço para se concentrar e guardar as informações.

4. Autoexplicação

O negócio é ser seu próprio professor. Diante de um espelho, você pode ler em voz alta e explicar os assuntos para você mesmo; é importante lembrar de usar a entonação para indicar os assuntos mais relevantes. É importante também que você use as próprias palavras na hora da explicação.

3. Intercalar matérias

Não adianta tirar o dia pra estudar uma matéria só, o cérebro rapidamente vai se cansar e querer mudar de assunto. Para continuar concentrado, o ideal é dividir suas horas de estudos para matérias diferente; se você tem 6 horas por dia, tente transitar por 3 ou 4 matérias.

2. Distribuir a prática

Nada de deixar tudo pra véspera da prova. O estudo comprovou que distribuir o conteúdo durante os dias da semana é muito mais eficaz do que decorar tudo algumas horas antes.

Além disso, a pesquisa enfatizou que você precisa estudar de 10% a 20% do tempo que você precisa para manter o assunto na cabeça. Ou seja, você precisa lembrar de uma matéria por 5 anos, estude ela a cada 6 meses.

1. Praticar testes

Essa técnica consiste em fazer provas, resolver questões, lidar na prática com o que pode ser encarado na hora do "vâmo-vê". Familiarizar-se em resolver questões dará mais habilidade na hora da prova.

Vale ressaltar que esse estudo afirmou o grau de eficiência de acordo com o desempenho da maioria das pessoas, mas uma técnica pode ser bastante eficiente pra você e ter sido classificada com baixo grau de utilidade.

Leia também: Oração eficaz para pedir ajuda nos estudos

– Bons estudos!

(Fontes: Science Daily | Big think | Millerville | SOS Solteiros)

Tags:
Educação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia