Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 25 Novembro |
São Pedro Yi Ho-Yong
home iconAtualidade
line break icon

Blatter ou príncipe Ali: Fifa elege presidente afundada no caos

<p>Joseph Blatter fala durante discurso em Congresso da Fifa, em 29 de maio de 2015</p>

AFP - publicado em 29/05/15

Joseph Blatter ou o príncipe jordaniano Ali bin al-Hussein: um dos dois será eleito nesta sexta-feira presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa) até 2019, em uma votação abalada pelo recente do escândalo de corrupção que explodiu na quarta-feira.

Apesar das detenções e acusações por parte da justiça americana de dirigentes do futebol, o 65º Congresso da Fifa abriu sua sessão desta sexta-feira com um discurso de Blatter, que não se esquivou de falar sobre a crise que a organização vive nos últimos dias pelas detenções de seus membros por supostos casos de corrupção.

"Os acontecimentos desta semana desenharam uma sombra. Vamos tentar apagar esta sombra, não podemos admitir que a reputação da Fifa seja arrastada para a lama", declarou Blatter, de 79 anos, presidente desde 1998, antes de acrescentar: "vamos cerrar fileiras para ir adiante".

"Faço um apelo ao nosso espírito de equipe e a nossa unidade de maneira que possamos avançar juntos. Isso não é necessariamente fácil, mas hoje nos reunimos para isso, para solucionar os problemas que existem", convidou.

Pouco depois foi interrompido por duas manifestantes pró-palestinas que pediam a suspensão da Federação Israelense de Futebol e que foram rapidamente expulsas da sala.

Blatter deseja ser reeleito para um quinto mandato, ao fim do qual somaria 21 anos à frente da organização, se aproximando dos 24 anos do brasileiro João Havelange (1974-1998) e dos 33 do francês Jules Rimet (1921-1954).

O suíço tenta lidar com a tempestade há dois dias, mas apesar de tudo parece ser favorito diante da jovem alternativa representada pelo príncipe jordaniano Ali bin Al-Hussein, de apenas 39 anos e um dos vice-presidentes da Fifa há quatro anos.

"Os próximos meses não serão fáceis para a Fifa. Estou certo de que virão novas más notícias, mas o importante é que possamos restaurar a credibilidade em nossa organização", declarou Blatter em seu discurso de abertura do Congresso na quinta-feira, que começou com referências ao escândalo.

Os acontecimentos dos últimos dias podem mudar a tendência clara a favor de Blatter e dar alguma oportunidade ao jordaniano.

"Antes do que ocorreu esta semana, pode ser que não, mas agora, com o que aconteceu, acredito que Blatter pode ser derrotado", declarou na quinta-feira o presidente da União Europeia de Futebol (UEFA), Michel Platini, inimigo declarado do atual presidente da Fifa, a quem pediu que renunciasse.

– Apoios territoriais –

Entre os europeus, a maior parte deverá votar por Ali, com exceções de peso, como a Rússia, país organizador do Mundial-2018 e cujo presidente, Vladimir Putin, considerou que a ação judicial americana desta semana tinha por objetivo evitar a reeleição de Blatter e dificultar a Copa do Mundo na Rússia.

Os Estados Unidos, ainda irritados por não terem obtido a sede do Mundial-2022, anunciaram que votarão por Ali. Assim tuitou o presidente da federação, Sunil Gulati, e seu colega canadense, Victor Montagliano, fará o mesmo.

A África é o continente com mais votos (54) e a princípio será, em sua maior parte, fiel a Blatter, artífice do primeiro Mundial organizado no continente, na África do Sul em 2010.

A Ásia conta com 46 votos e é o continente do príncipe Ali, que é jordaniano, mas que não controla a Confederação Asiática de Futebol (AFC), cujo presidente é próximo a Blatter.

A CONCACAF (América do Norte, Central e Caribe), que tem 35 votos, enfrenta esta votação com a cabeça em outro lugar, depois que entre os sete detidos de quarta-feira na Suíça estavam seu presidente, Jeffrey Webb, e o costarriquenho Eduado Li, membro do Comitê Executivo de sua Confederação.

  • 1
  • 2
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
Medalha de São Bento
pildorasdefe.net
Oração a São Bento para afastar o mal e pedir...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Oração para afastar o mal de um recinto
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia