Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 05 Dezembro |
São Saba
home iconAtualidade
line break icon

Direitos das crianças: ONU descarta incluir Israel na lista da vergonha

<p>Crianças palestinas brincam com uma arma de brinquedo em frente aos prédios destruídos durante a guerra de 50 dias entre Israel e o Hamas, em Beit Hanun, na Faixa de Gaza, no dia 27 de maio de 2015</p>

AFP - publicado em 09/06/15

A ONU não incluiu Israel nesta segunda-feira em sua "lista da vergonha", que inclui países e grupos que violaram os direitos das crianças em conflitos armados, apesar dos apelos de ONGs depois da guerra em Gaza no verão passado.

Organizações como a Human Rights Watch (HRW) pediram ao Secretário-Geral, Ban Ki-moon, que acrescentasse Israel e o movimento palestino Hamas nesta lista. Mais de 500 crianças foram mortas durante o conflito em Gaza em junho e julho de 2014.

Ban decidiu não incluir Israel nesta lista, embora tenha se declarado "extremamente preocupado" com as "graves violações sofridas pelas crianças durante as operações militares israelenses em 2014". Ele expressou "sérias preocupações relativamente ao cumprimento por Israel com o direito internacional humanitário".

O embaixador de Israel na ONU, Ron Prosor, se mostrou satisfeito: Ban "estava certo em não submeter ao comando de organizações terroristas e dos Estados Árabes, na sua decisão de não incluir Israel nesta lista da vergonha, junto a organizações como o Grupo Estado Islâmico (EI), a Al-Qaeda e os Talibãs".

O conflito de 50 dias em 2014 entre Israel e o Hamas em Gaza matou 539 crianças e deixou 2.956 feridos. Entre estes, muitas crianças palestinas ficaram feridas e outras sofreram lesões cujas sequelas serão sentidas para o resto da vida, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

A lista atualizada e divulgada nesta segunda-feira pela ONU inclui 51 entidades, incluindo o Boko Haram, o grupo EI, e os exércitos de oito países, incluindo a Síria, o Iêmen, a República Democrática do Congo e o Sudão do Sul.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
HUG
Dolors Massot
Médico abraça paciente com Covid-19 que chora...
PADRE NO ALTAR DA MISSA
Reportagem local
Missa de Crisma é interrompida por policiais ...
Missa de Crisma
Reportagem local
Arcebispo detona interrupção de Missa: "Ocorr...
BOKO HARAM NIGÉRIA
Francisco Vêneto
Terroristas islâmicos degolam mais de 100 pes...
Bispo brasileiro Dom Antônio Carlos Rossi Keller
Reportagem local
Mais um bispo brasileiro detona: "Autoridades...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia