Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 23 Novembro |
Santo Anfilóquio
home iconEstilo de vida
line break icon

Charlie, Charlie, por que me abandonaste?

Tischenko Irina

Catavento - publicado em 10/06/15

Uma reflexão sobre nossa dependência do sobrenatural

Não importa se era apenas um viral, a brincadeira foi suficiente pra se popularizar entre adolescentes a ponto de causar tumulto em uma escola no estado do Amazonas. Assim como já foi com o copo, ou então o compasso, para os que já possuem algumas primaveras a mais.

Oráculos, bruxos, cartomantes, médiuns, durante a época de Cristo já era comum os adivinhos e os falsos profetas. Não importa quando, nem onde, o homem sempre recorreu àquilo que julgava ser a comunicação com o sobrenatural.

“- Charlie Charlie, você está aqui?”

Provavelmente depois de um “sim”, as perguntas seguintes seriam acerca do além vida e previsivelmente desaguariam em alguma dúvida do conjurante. “Ela ainda me ama?” “Devo sair do meu emprego?” “Como posso ter mais sucesso?”, ad infinitum.

Curiosamente, a brincadeira de Charlie consistia em montar uma espécie de bússola sobrenatural para que o suposto espírito apontasse a resposta correta. Eis que ela representa tudo aquilo que falta para nós, seres de cognição limitada, ao buscarmos esse tipo de reposta: um norte.

Deus, me mostra o caminho a seguir!
Senhor, guia-me nos teus desejos!
Jesus, revela-me o que fazer!

Silêncio é a resposta mais comum. Cortante e esmagador, somente quebrado pelos sons de carros na rua, enquanto você permanece de joelhos noite após noite, repetindo tais frases quase como um mantra.

Todo mundo anseia por um propósito claro, nítido, não importa qual seja.

Aquela pessoa parece legal, e aquela, e aquela outra, e tantas até que surge a que possui um jeito diferente. De repente, as demais somem e só aquela importa. Ponto, foco, propósito, mas “e por que ainda não apareceu uma pessoa assim pra mim?”

A internet é abarrotada de TED’s, páginas de facebook, memes, textos e mais textos sobre o fim do trabalho sem sentido e encontro com a verdadeira paixão. Olhos cansados, noites mal dormidas, empréstimos, loucuras, mas um sorriso estampando no rosto a satisfação de fazer o que foi destinado a fazer. Direcionamento, sentido, prume, mas “e eu que não descobri ainda o que quero fazer?”

Nada mais angustiante que estar à deriva.

Apenas um homem sabia seu propósito desde o nascimento, sabia que iria findar numa cruz e, quando finalmente cumpria esse propósito, foi tomado de um sentimento tão forte que o fez proclamar:

“- Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste?”

Jesus encarava ali a morte, toda a angústia e sofrimento sobre seus ombros, e bradando à Deus por uma resposta. Ele ouviu o de sempre:

Silêncio.

Rompido, talvez, pelo grande brado que Ele mesmo deu antes de expirar.

Três dias de puro mistério para a mente humana. Por onde vagou Cristo durante esse interstício? Por onde ecoaram as preces dos que os seguiam?

“- Jesus, Jesus, por que nos abandonaste?”

Silêncio.

Dessa vez rompido pelo mover de uma pedra que selava um sepulcro.

Se cercado por água de todos os lados, e já com os remos largados por não saber pra onde ir, talvez seja o momento de parar de perguntar e fazer a única coisa que dá pra ser feita nessa hora:

Apontar pra , e remar.

Tags:
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
FATHER PIO
Maria Paola Daud
Quando Jesus conversou sobre o fim do mundo c...
ŚWIĘTA TERESA WIELKA
Philip Kosloski
Oração de Santa Teresa de Ávila para acalmar ...
IOTA
Lucía Chamat
Imagem da Virgem resiste a furacão que devast...
EL TOCUY
Aleteia Brasil
Pe. Gabriel Vila Verde: há muita diferença en...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Atenção: versão falsa e satânica da Medalha M...
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vez...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia