Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 30 Novembro |
São Mirocletes
home iconAtualidade
line break icon

Turquia abre fronteira para sírios que fogem dos combates entre EI e curdos

<p>Milhares de sírios estavam bloqueados neste domingo na fronteira turca, após fugirem dos combates entre os jihadistas e as forças curdas, que se preparam para retomar o controle da cidade estratégica de Tall Abyad</p>

AFP - publicado em 15/06/15

As forças curdas conseguiram chegar neste domingo à entrada de Tall Abyad, uma cidade síria estratégica nas mãos do grupo Estado Islâmico na fronteira com a Turquia, que finalmente aceitou deixar entrar milhares de refugiados em seu território.

Em menos de quatro dias, as Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG), apoiadas por facções rebeldes sírias e ataques aéreos da coalizão internacional antijihadista, chegaram a Tall Abyad, localidade que o grupo jihadista utiliza para a passagem de seus combatentes.

A cidade está localizada na província de Raqa, reduto do grupo extremista sunita na Síria.

"Chegamos a 50 metros da entrada leste da cidade e continuamos combatendo o EI com dificuldade", declarou Hussein Khojer, comandante das YPG em Tall Abyad.

"Combatemos o EI em uma barragem", acrescentou.

Fronteira reaberta

Após fechar sua fronteira esta semana para evitar a entrada de refugiados, a Turquia começou a deixar entrar em seu território os sírios que estão fugindo dos combates entre curdos com os jihadistas, informou um fotógrafo da AFP.

Dezenas de refugiados sírios, muitos deles carregando sacos com seus pertences, começaram a atravessar a passagem fronteira de Akçakale para o território turco, enquanto outros milhares esperavam sua vez para cruzar para o país vizinho.

Milhares de habitantes desta cidade, curda e árabe, fugiram dos combates, na expectativa de encontrar refúgio na Turquia. Mas na manhã deste domingo se viram bloqueados na fronteira, uma vez que o exército turco não permitia ninguém entrar, chegando a utilizar canhões d’água para afastar as pessoas.

O vice-ministro turco, Numan Kurtulmus, havia anunciado na quarta-feira que, diante do novo afluxo de refugiados, seu país fecharia localmente a fronteira, "a menos em caso de tragédia humana".

Segundo o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, 15.000 refugiados entraram na Turquia na semana passada antes do fechamento das fronteiras.

Ele acusou os combatentes curdos de atacar as populações árabes e turcomanas, e expressou sua preocupação quanto ao avanço das forças curdas, considerando que poderia constituir uma ameaça para a Turquia num futuro próximo.

Para Ancara, o Partido da União Democrática (PYD), o braço político das YPG, é uma filial síria do PKK, o Partido dos Trabalhadores do Curdistão, em conflito com o governo turco há tempos.

Incidentes isolados

As forças curdas rejeitaram as acusações turcas referentes a abusos cometidos contra civis árabes e turcomanos. As YPG afirmaram em um comunicado "que partidos tentam a todo custo prejudicar as vitórias de nossas forças".

"Houveram alguns incidentes isolados, como casas incendiadas, mas não podemos falar de violências sistemáticas", afirmou por sua vez o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Haram.

Na cidade de Tall Abyad restam apenas 150 jihadistas que ameaçaram se retirar caso não recebam reforços de Raqa, "capital" do califado autoproclamado pelo EI nos territórios sob seu controle no Iraque e na Síria, indicou Rami Abdel Rahmane.

"Mas os líderes em Raqa não vão enviar reforços em razão dos ataques aéreos da coalizão que dizimam" as tropas do EI, segundo ele.

A coalizão liderada pelos Estados Unidos realiza há 10 meses ataques contra posições do EI, o que permitiu aos curdos retomar Kobane e outras localidades, mas sem ameaçar realmente destruir os jihadistas.

O objetivo das forças curdas com esta ofensiva em Tall Abyad é tomar o controle da totalidade da estrada que corta a cidade.

"Esperamos que toda a zona de fronteira, do nordeste da Síria até Kobane, seja liberada", declarou Mustafa Ebdi, um militante curdo.

Segundo ele, as forças curdas tentam cortar uma rota de abastecimento vital para o EI, que conecta Raqa a Tall Abyad.

As YPG já cortaram a estrada ao leste de Tall Abyad, depois de ter expulso os jihadistas de Soulouk, uma cidade próxima.

O EI, que utilizava Soulouk como base de homens e armas, "está completamente liberada. Os curdos estão vasculhando a cidade em busca de possíveis minas e carros-bombas", explicou Mustafa Ebdi.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
FIRST CENTURY HOUSE AT THE SISTERS OF NAZARETH SITE
John Burger
Arqueólogo diz ter encontrado a casa onde Jes...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia