Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 29 Novembro |
Bem-aventurados Dionísio da Natividade e Redento da Cruz
home iconAtualidade
line break icon

Jeb, o terceiro Bush na corrida pela Casa Branca

<p>Jeb Bush lança candidatura à presidência dos Estados Unidos em Miami, em 15 de junho de 2015</p>

AFP - publicado em 16/06/15

Ele percorreu o país sem descanso para promover a candidatura à presidência do pai, George W. H. Bush, em 1988, e como governador da Flórida foi fundamental na vitória do irmão, George. Agora, é o próprio Jeb que tentará chegar à Casa Branca.

Se ganhar as eleições em 2016, será o terceiro Bush a ser eleito presidente, prolongando o reinado da dinastia política mais famosa da história dos Estados Unidos. O último presidente do Partido Republicano sem esse sobrenome foi Ronald Reagan (1981-1989).

Com 62 anos, Jeb Bush prometeu ser um "guerreiro alegre" durante sua campanha.

O conservador pragmático tem a tarefa de convencer as bases de seu partido de que é um deles, enquanto tenta manter, ao mesmo tempo, um equilíbrio com posturas de centro-direita para atrair os independentes, essenciais para vencer a corrida.

Casado com uma mexicana e fluente em espanhol, Bush sofreu a rejeição das bases mais conservadoras por sua postura em favor da reforma migratória. Se aprovada no Congresso, essa reforma poderá regularizar a situação dos cerca de 11 milhões de imigrantes que vivem na clandestinidade, hoje, nos EUA.

Jeb insiste em que essa medida promoverá a economia muito mais do que a deportação em massa defendida por alguns líderes mais duros do partido.

Ele também ousou criticar o atraso do sistema educacional americano em relação aos países europeus e asiáticos e disse que poderá aumentar os impostos como parte de um acordo para reduzir o déficit – um sacrilégio em certos grupos republicanos.

Mais analítico e metódico do que o irmão e mais ideológico do que o pai, Jeb Bush admite que o sobrenome pode causar problemas.

"Amo meu pai, amo meu irmão (…) Mas eu sou eu", disse ele em fevereiro.

Indiscrições da juventude

John Ellis Bush (suas iniciais formam o apelido Jeb) nasceu em 11 de fevereiro de 1953, em Midland, no Texas, onde viveu até ingressar na instituição de elite Phillips Academy, seguindo os passos do irmão e do pai.

"Bebi álcool e fumei maconha" na escola, reconheceu em entrevista ao "Huffington Post" em fevereiro.

Em 1970, fez uma viagem de intercâmbio ao México, onde conheceu o amor de sua vida, a mexicana Columba Garnica Gallo. Eles se casaram na Universidade do Texas, onde Bush se destacou como estudante.

Em 1977, com 24 anos, viajou para Caracas, capital venezuelana, onde foi gerente de uma agência do Texas Commerce Bank.

Depois de trabalhar como voluntário na campanha do pai em 1980, Jeb Bush se instalou na Flórida. Lá, atuou no setor imobiliário até ser nomeado secretário estadual do Comércio.

Sua primeira tentativa de ser governador fracassou em 1994, por declarações imprudentes. Ao ser questionado sobre o que faria pelos negros, se vitorioso, Bush respondeu "provavelmente nada", como uma maneira de destacar a igualdade no tratamento dos cidadãos.

Este ano, converteu-se à religião da mulher, o catolicismo. "Isso me tornou uma pessoa melhor", declarou ao "The New York Times" em março.

Governador conservador

Em 1998, foi eleito governador da Flórida, estado que dirigiu por oito anos com ideologia acentuadamente conservadora.

Reduziu os impostos, privatizou empregos públicos, lançou um sistema de privatização de escolas – depois considerado inconstitucional – e intercedeu para evitar que os aparelhos de Terri Schiavo, com morte cerebral, fossem desligados.

Também promulgou a polêmica lei que autoriza as pessoas que se sentirem ameaçadas a usar força letal para se defender.

Os democratas lembram com amargura as disputadas eleições à presidência em 2000. Depois de uma arrastada contagem de votos na Flórida, seu irmão, George W. Bush, derrotou o adversário Al Gore.

Jeb Bush ficou afastado da vida pública por oito anos, período no qual se dedicou a diversos investimentos e ampliou seu patrimônio. Embora tenha rompido com seus interesses empresariais antes de se pré-candidatar, seu passado será inevitável e intensamente revirado, como aconteceu com o milionário Mitt Romney, candidato à presidência em 2012.

Ele descartou, porém, qualquer semelhança com seu colega republicano: "É como comparar uma maçã e um amendoim".

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
POPE URBI ET ORBI
Reportagem local
Bênção Urbi et Orbi do Papa Francisco nesta s...
Folheto divulgado por Antônio Carlos da Silva
Reportagem local
Eu nasci mais ou menos em 1988: os 27 anos da...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
FATIMA
Philip Kosloski
Nossa Senhora de Fátima tem um conselho para ...
Medalha Milagrosa verdadeira ou falsa
Reportagem local
Cuidado: saiba distinguir entre a real Medalh...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia